Home » » Kill All The Secrets - Capítulo 1.15 - "Trap Of A Bitch"

Kill All The Secrets - Capítulo 1.15 - "Trap Of A Bitch"



Nome: Kill All The Secrets (Mate Todos Os Segredos).

Número de Temporadas: 3.

Capítulo: 1.15 - "Trap Of A Bitch" (Armadilhas De Uma Vadia).

Classificação : 18+ - Contem cenas de violência,mortes,sexo,insinuações...

Gênero : Drama,Comédia,Mistério...

Autora: Laura.

Personagens: Ashley (Principal) Brittany (Principal) Nickole (Principal) Lavínia (Vilã) Molly (Coadjuvante) Henri (Principal) Jensen (Principal ) Jared (Principal) Ben (Secundário) Chad (Coadjuvante) Lilly (Secundário) Cecy (Secundário) Rene (Secundário) Annie (Secundário) ....

Sinopse: O que acontece quando uma manipuladora resolve fazer da vida de 3 garotas um Inferno? Ashley (Ash), Brittany (Bri) e Nickole (Nick),poderiam ser o tipo de adolescentes normais,se não fosse por Lavínia (Lav),que faz de tudo para arruinar a vida dessas 3 garotas.O motivo de tanto ódio? Ninguém sabe.Mas Ash,Bri e Nick são tão inocentes assim? Ash talvez tenha tomado uma difícil decisão e acabou se apaixonando pelo seu professor.Estaria Nick Prestes a conhecer o amor da sua vida? E Bri? O que o futuro a reserva? É melhor você ler para matar todos os segredos que " Kill All The Secrets" te reserva...Poderia o amor aparecer no meio de tanta maldade? Poderia esse ambiente ser saudável para Jensen e Jared viverem uma vida tranquila?

Considerações: Quando tiver o player nas cenas serão as músicas das cenas,acho que não tem necessidade de ficar colocando toda hora "música da cena",mas como este é o primeiro capítulo tudo Ok.Ainda Sobre as músicas,quando uma cena não tiver música,aproveite a música da cena passada (Até a cena que tiver um novo player),por que eu escolho as músicas pensando nisso.
Onde estiver Look (Exemplo,Look Ashley,Look Das garotas),vocês podem clicar para visualizarem a roupa dos personagens.E quando estiver Casa da Ashley,carro,escola,podem clicar para visualizarem o local onde a cena ocorreu !!!!


Capítulos Anteriores Aqui !!!
Capítulo Anteriro Aqui !!!!

.........................................................................................................................






Uma Semana havia se passado, um Lindo dia se iniciava em East St. Louise. Ashley depois de chorar durante aquela noite em seu quarto, prometeu para si mesma Seguir em Frente, sem arrependimentos, não queria mais ser a garota Desiludida,se Henri foi embora, é por que não queria estar com ela, nada melhor que deixar o passado onde deveria estar, no passado. Enquanto a Jensen, não queria vê-lo nem pintado de ouro. Bri passou a semana junto de seu Advogado, não que ela fosse a suspeita Número um, mais havia algo contra ela, melhor não abusar da sorte. Nick depois de "dormir" com Jared, nunca mais o viu, bom, quem mandou sair de fininho durante a madrugada?

- Então meninas, animadas para o primeiro dia de vocês? Lilly tomava um pouco de café.
- Sim Mommy, Espero que Faculdade seja diferente da Escola, algo mais calmo, sem essas intrigas. Ash limpava os lábios no guardanapo.
- E será diferente Ash, Faculdade as pessoas levam mais a sério. Não vejo a hora de entrar em uma sala de aula novamente. Nick sorria.
- E enquanto a Bri? Por que ela não quis passar a noite aqui? Lilly questionava.
- Primeiro que ela tinha encontrar com o advogado cedinho, ele tinha uma proposta para fazer, depois ela disse que não queria se lamentar por ficar de fora da Faculdade. Ash gargalhava.
- Só ela mesmo. Quem será? Lilly se levantava e caminhava até a porta ao escutar batidas.
- Imagina a Bri no Campus. Nick dizia rindo.
- Prefiro nem imaginar. Se levantava da mesa indo até a sala.
- Bom Dia Brittany. Lilly abria a porta.
- Bom dia Senhora Lilly. Sorria. - A Ash está?
- Estou aqui. Aparecia na sala. - Como foi com seu advogado?
- Tenho uma novidade. Dizia séria.
- Ih, lá vem. Nick dizia ironicamente.
- Eu vou para o Campus De East St. Louise com vocês. Bri começava a Pular.
- What? Ash e Nick diziam surpresas. - Como assim vai? Ash dizia espantada.
- Meu advogado me aconselhou dias atrás a fazer algum trabalho Beneficente, assim o Juiz, as pessoas, enfim, todo mundo vai ver que eu ajudo a Cidade. Bri entrava e se encostava no sofá. - Se bem que eu ajudo, dou muito prazer para alguns da cidade. Gargalhava.
- Meninas, vou me retirar. Lilly começava a Rir. - E Bri,Parabéns pelo seu novo serviço?
- Isso, novo serviço. Thanks.
- Tá, mas onde a Universidade daqui entra nisso? Nick dizia curiosa.
- Lembram que eu já trabalhei na biblioteca da escola?
- Yeap. Ash balançava a cabeça.
- Então, falei isso para meu Advogado, e ele passou esses dias conversando com o Reitor Josh sobre eu trabalhar na Biblioteca do Campus. - Por isso estava tão ocupada durante esses dias. Gargalhava.
- E pelo visto, deu certo. Nick deduzia.
- Uhun, irei ficar responsável pela Biblioteca.
- E como o Reitor Josh concordou com isso?
- Trabalho gratuito, meu charme que irá enfeitar o Local... Jogava os cabelos. - E o Reitor Josh gosta de ajudar Jovens perdidos. Começava a gargalhar.
- Tadinho do Sr. Josh, se ele anda te achando perdida, nem quero ver os perdidos que você vai dar lá. Ash gargalhava.
- É, o Campus nunca mais será o mesmo. Nick sorria.
- Ai meninas, estamos juntas novamente. Bri começava a pular fazendo Ash e Nick darem Pulinhos junto.
- Então. Ash olhava no Relógio. - Vamos nos trocar para irmos. As 3 saiam correndo rapidamente.
...




- Dona Lavínia. Karl a chamava enquanto a Jararaca saía pela porta da sala.
- O que foi Estafermo? Eu tenho depoimento na Polícia.
- Desculpe Senhora, é que eu tenho que perguntar algo para a Senhora. Retirava um brinco do bolso. - Na verdade eu já estou para perguntar isso há algum tempo, mas estava acontecendo tanto coisa.
- Fala logo antes que eu use esse brinco cafona para cortar sua garganta.
- Credo Senhora. Dizia assustada.
- Se não vai falar, passe Mal. Se virava.
- Espera. Karl dizia fazendo Lav se virar. - Assim, antes da Senhora reformar o quarto de sua mãe,eu achei esse brinco no Chão do quarto dela, dias depois dela Morrer.
- Tá, e o que eu tenho a ver com isso?
- Este brinco não é da sua mãe pois eu conheço todas as jóias dela. Por acaso ele seria da Senhora?
- Deixa eu ver. Lav se aproximava e olhava a peça de perto. - Não, não é meu.
- Da Senhorita Molly?
- Molly nunca teria a audácia de entrar no quarto da Minha Mãe. - Karl, faça um favor, leve esse brinco para a Polícia daqui há algumas horas.
- Sim Senhora dona Lavínia. - A Senhora acha que é do Assassino?
- Isso não é da sua conta Velha Enxerida. Lav saía e batendo a porta.
- Nossa, que grossa e Mal Humorada.
- Falando sozinha Karl? Molly descia as escadas.
- Apenas pensando alto Senhorita Molly, vai tomar seu Café?
- Por favor Karl. Sorria.
Look Molly

Lav Caminhava até o seu carro,entrava nele dando gargalhadas. - Agora sim, tudo vai ficar divertido. Se olhava no espelho repassando Batom. - Bando de idiotas. Dava partida no carro saindo dali derrapando em alta velocidade. Lav pensava em suas conquistas, não as passadas, as desses últimos dias, a primeira delas Foi Conseguir Se Aproximar mais de Jensen,uma aproximação que ela chamava de Namoro, já ele, achava ser apenas um casinho, ou nem isso....
Look Lav 



- Delegacia de Quinta. Lav Estacionava o carro de frente para ela. - Vamos começar o Show, já sei exatamente o que dizer. Caminhava entrando no local.
- Posso lhe ajudar em alguma coisa? O Policial presente na recepção a atendia.
- Lavínia Helsing Brower Everett Vanderbill. Retirava os óculos gesticulando cada letra de seu nome. - Tenho depoimento marcado.
- Ah sim, o Xerife está aguardando a Senhorita. Me acompanhe por favor.
- Obrigada. Dava um sorriso falso.
- Xerife. Abria a porta da sala de Patrick. - A Senhorita Vanderbill já chegou.
- Sim Andy, mande-a entrar por favor.
- Não precisa me avisar para entrar. Lav olhava para Andy. - Já estou entrando. Jogava os cabelos.
- Senhorita Lavínia.
- Xerife Patrick. Apertava as mãos dele. - Vamos começar com isso. Se sentava de frente para ele. - Espero ser de grande ajuda para o caso da Minha falecida Mãe. Fazia voz de choro colocando as mãos no colo.
- Ok Lavínia, vamos começar com o Básico, como a Senhorita descreveria a relação com sua Mãe?
- Eu descreveria como algo Sublime, nós duas nos amavamos, tinhamos uma ligação forte. Claro que tinhamos nossos momentos de brigas, mas era algo normal, como toda família tem.
- Sim, e qual foi a reação dela ao descobrir seu uso com drogas? - Você ficou devendo há algum traficante? A Morte dela poderia ser alguma vingança? Queima de arquivo? Drogas não pagas?
- Como Senhor sabe disso? Dizia calmamente. - Minha mãe abafou o caso, na verdade destruíu os arquivos.
- Eu tenho minhas fontes, algumas ligações aqui, ali, e você descobre muitas coisas Mocinha. Sorria para ela.
- Tudo bem , bom, quando ela descobriu que eu estava usando drogas, ela conversou comigo, me aconselhou, abriu os meus olhos, eu fiquei envergonhada com isso, e se eu fiz, eu fiz para ter mais atenção de quem eu amava. Lav mentia mais uma vez, ela nunca usou, e sim traficou. Medo da prisão querida?
- Ok. Terminava de digitar o que ela dissera. - Prossiga.
- Ela mandou eu ir embora para Los Angeles, achou que poderia ser influência das pessoas daqui, mas eu nunca fiquei devendo ninguém Xerife Patrick, Eu Sou Rica, venho de uma família Rica, não preciso ficar devendo ninguém. Então Não, não foi queima de arquivo por que eu não falei de quem eu comprava.
- Você não quis se vingar? digo, por sua Mãe te tirar de perto de sua vida aqui, seus amigos, Escola.
- Não, eu apenas a abraçei. Fazia cara de choro. - E disse que a amava muito, e entendia perfeitamente que ela estava fazendo o melhor para mim. Limpava algumas lágrimas que caíam.
- Tudo bem. E você sabia se a sua Mãe tinha algum desafeto na cidade?
- Ela ficava muito nervosa quando a Ashley Baltmoore implicava comigo,aquelas colegas dela também, Nickole Walters e Brittany Spaltner.
- Sua mãe já chegou a conversar com elas?
- Apenas em reuniões escolares. Mas parece que uma vez a Brittany foi na minha casa,eu não sei se era eu sonhando ou se era ela realmente discutindo com minha mãe. Era cedo, e eu tinha me drogado, então não posso afirmar com certeza.
- O que a Brittany poderia ir fazer em sua casa?
- Não sei. Talvez brigar com a minha mãe sobre mim.
- Como é a sua relação com as 3 citadas acima?
- Elas são invejosas,eu não posso ter nada que a Ash quer roubar de mim. Eu não entendo isso, essa inveja, o Pai dela era um empresário bem sucedido, ela vem de uma Família Influente na cidade, até mais que a Minha. Engolia seco.- E eu me pergunto, "Por que ela tem tanta inveja de mim?", eu já tentei me aproximar dela, para sermos amigas, mas ela se acha superior a todo mundo. Enfim, A Brittany é uma maluca desequilibrada, adora me bater ou me xingar como se eu tivesse culpa de algo,ou dela ser uma puta.Uma vez me bateu que eu precisei fazer seções de Botox para o meu rosto se recuperar. Fingia indignação. - A Nickole é a mais calma delas, talvez por ser mais estudiosa,mas mesmo assim provoca.
- Então você acha que elas podem ser suspeitas?
- Sim.Por que motivos teriam.
- Tudo bem, Por enquanto é isso. A Senhorita pode se retirar. Apontava a porta.
- Obrigada Xerife Patrick. Se levantava. - Espero que a justiça seja feita,e que não tenha nenhuma proteção de sua parte.
- O que você quis insinuar com isso mocinha?
- Você sabe,por ser padrasto da Ashley.
- Senhorita Lavínia, por favor se retire.
- Ok.Bye. Fechava a porta com um sorriso no rosto.
- Por que algo não me cheira bem nessa Historia? Ai tem. Patrick dizia pensativo. - Ela deve estar escondendo algo,se fez de vítima de mais.
Look Patrick 
...

- Bri você vai para o Campus Assim? Nick franzia o cenho.
- Ué, tenho que chegar arrasando no meu primeiro dia. Jogava os cabelos.
- Você tem noção que vai ficar na biblioteca, que você Tecnicamente tem que impor respeito lá certo? Ash calçava os sapatos.
- Mas eu estou impondo Respeito. Bri fazia cara séria.
- Diga-se de passagem com mais peito do que com Res. Nick gargalhava.
- Obrigada pela parte que me toca. Bri levantava os seios. - Mudando de assunto,Ash, você não viu mais o Jensen Hot Gostoso?
- Não Bri,e nem quero. Colocava algumas coisas na bolsa.
- Você acha que ele está namorando a Lavínia? Nick se sentava na cama.
- Que namorem,casem,eu quero mais é que esses dois se explodam.Nick e Bri não sabiam o que Jensen havia dito para Ash, ou que eles andaram trocando ligações, beijos...
- Ash, você deveria tomar ele da Lav, eu passei ontem do lado de fora do Grill, e vi ela sentada no colo dele, errrr, se beijando.
- O que será que ele é? Digo, o que ele veio fazer aqui em East St. Louise?
- Chega de falar de Jensen por hoje. Ash fuzilava Nick e Bri com o olhar. - Que se dane o que veio fazer aqui, se for férias que acabem logo e volte pro buraco de onde nunca deveria ter saído.
- Tá bom,não está mais aqui quem falou. Bri continuava se olhando no espelho. - Mas que o Jensen com ela é desperdício, ah isso é. Dizia baixinho. - Nick, e o Jared? Bri ainda continuava no assunto amoroso.
- O que tem ele? Se levantava da cama arrumando a barra de seu vestido

- Como assim o que tem Nick? Você fizeram Sexo.. Ash provocava.
- Como disse para vocês, depois que nós fizemos sexo, eu adormeci com ele na cama. Acordei com alguém chorando... Esse alguém era Jensen. - Fiquei assustada, e sai de fininho enquanto Jared dormia. Nunca mais o Vi.
- E por que você não volta no apartamento dele? Bri dava uma última olhada no espelho.
- Com que cara eu chego lá, a de "Oi, você lembra de mim? fizemos sexo e eu saí durante anoite".
- Ai credo, parece que nós não nascemos com sorte no amor. Bri dizia rindo.
Look Bri
.....


- Karl. Lav entrava dentro de sua casa gritando. - Quero meu suco de Frutas Vermelhas no meu quarto em dentro de 10 minutos.
- Ela saiu Lav, foi na delegacia entregar o brinco. Molly aparecia na sala.
- Bom. Gargalhava. - Parece que estamos cada vez mais próximos de saber quem matou minha mãe, e de colocá-lo na Cadeia.
- Assim espero, como foi seu depoimento? Molly olhava na janela.
- As mil maravilhas,acho que consegui fazer o papel de pobre sofredora de bullying muito bem. Dizia fazendo Bico.
- Ai,por isso que você é espremedor.
- Hã?
- Quando a pessoa é esperança,não esple... Se virava para Lav.
- Esplendida. Ai Molly,você só não é mais burra por falta de espaço.Cada dia que passa piora,eu tenho que ver se isso não é contagioso.
- Ai credo Lav.
- Mas enfim, agora só falta o Grã finale.
- Qual?
- Você verá. Se sentava no sofá gargalhando. - Você Verá.
Risada da Lav

....




- Preciso ir, não posso chegar atrasado no meu primeiro dia. Jensen tomava uma xícara de café rapidamente.
- Nisso que dá dormir mais que a cama.
- Você diz isso por que não foi o seu relógio que não despertou.
- E pra variar você saiu jogando ele pelo quarto.
- Me conhece melhor do que ninguém. Sorria de lado.
- Falando em conhecer. O que está rolando entre você e a Lav?
- Estamos nos conhecendo.
- Você está iludindo ela.
- Não estou, ela sabe que não é nada sério, na verdade, foi ela quem disse.

Flash Back On

- Lav? Jensen abria a porta.
- Oi querido, vim ver como você está. Entrava no apartamento dele e iniciava um abraço. - Adoro o seu cheiro. Dizia no ouvido dele.
- Obrigado. Ficava Envergonhado.
- Eu estava pensando nas coisas que você me disse ontem sobre aquela garota.
- A Mensalina da Cidade? Jogava a sua bolsa no sofá. - Não me diga que você se interessou por ela? " Que ódio, outro que cai de amores aos pés dela?" Lav pensava. - Jensen, já vou avisando, a Ashley é chave de cadeia, ela pode parecer a Miss American Dreams, mas não vale nada.
- Como eu posso ter certeza disso? É que é meio difícil acreditar, sabe. Ele pensava arrependido sobre as cosias que havia dito para ela...
- Se você duvida de mim. Lav saía do apartamento de Jensen caminhando até o vizinho ao lado, dando Três batidas na porta.
- Pois não. A Faxineira de uns 76 anos aparecia.
- Bom Dia Linda Senhora. Lav sorria falsamente para ela. - Olha, eu tenho o meu amigo que mora aqui ao lado. Lav apontava Jensen que escutava tudo da porta de seu apartamento. - E eu estou falando pra ele sobre a Ashley Baltmoore, filha do Falecido Braddy Baltamoore.
- Aquela vagabunda que fica atentando contra a Moral e os bons costumes?
- É essa mesmo. Lav abria um sorriso de canto a canto. - Você poderia aconselhar o meu amigo?
- Moço, fique longe dela, essa menina é uma vagabunda, se você visse o escândalo que ela deu no Velório da mãe dessa Boa Senhorita. A faxineira parava de frente para ele.- Obrigado pelo conselho. Jensen sorria fraco.
- Por nada meu querido, agora com licença, eu já estava terminando a faxina. Saía dali contando o Dinheiro despistadamente, dinheiro qual Lav havia a pagado para dizer tudo isso.
- Está vendo Jensen, a fama dela corre na cidade.
- Pelo visto você tem razão. Dizia desapontado.
- Mas voltando a Nós. Ela se aproximava dele . - Nós bem que poderíamos nos conhecer melhor, sem pressão... Passava o dedo indicador contornando os lábios dele. - Sem compromisso.
- Sabe, eu te vejo como uma amiga.
- Jensen, paixão, amor, e tudo mais vem com o tempo, vamos viver o agora, se não dá certo, nós voltamos a ser amigos.
- É, não custa tentar. Jensen pensava. - Além do mais, eu preciso parar de pensar nela. Iniciava um beijo.

Flash Back Off

- Não sei, só acho que a Lav não é a Mulher certa...
- Bom, estou atrasado. Jensen limpava os lábios. - E pelo visto essas conversa vai demorar, então já vou indo. Saía apressado.
- Só espero que a Lav não seja da laia da Molly, e não esteja o chantageando com nada.
.......

- Chegamos. Ash estacionava o Carro no Campus de East St. Louise.
- Ai nem acredito, Essa nossa nova fase, tirando certas coisas, tem tudo para ser perfeita. Nick descia do carro.
- Assim espero. Ash sorria.
- Ash, precisamos nos enturmar com a equipe de Esportes !!! Bri gargalhava.
- Sabe que não é uma má ideia. Ash gargalhava junto.
- Oh God, Ash e Bri de assanhamento, estou perdida.
- Falou a santa. Ash e Bri diziam juntas.
- Palhaças. Mostrava lingua. - Não me canso de olhar para essa entrada, nós desejamos tanto ir para a Faculdade juntas, e olha, nós vamos entrar juntas. Caminhavam até a entrada. - Um novo começo nos aguarda. Nick dizia com os olhos brilhando.
- E que seja um novo começo ótimo.
- E será. Bri dizia empolgada.
- Esperem. Ash as impedia de entrar .
- O que foi? Nick e Bri se olhavam
- Vamos pisar com o pé direito, supertição nessa hora não vai fazer mal.
- Fine. Diziam Juntas.
- No Três, Um, Dois, Três. Entravam admirando tudo.
- Sei que já entramos aqui outras vezes, Nick olhava tudo ao redor. - Mas é que agora é tudo tão diferente, nós fazemos parte disso.
- Sem querer cortar o momento Alice No País Das Maravilhas. Bri gargalhava. - Preciso ir para a Biblioteca. Antes que eu me esqueça, Boa Sorte para vocês. Subia as escadas correndo.
- Ok. Boa sorte. Ash e Nick diziam juntas.
- De uma coisa tenho a certeza, a Biblioteca nunca mais será a mesma
- Quem sabe não vão passar a estudar o Kama Sutra ali. Ash dizia pensativa. - Ou quem sabe até aprender as posições.
- Jhesus, eca. Nick fazia cara de nojo.
- Vem. Ash a puxava. - Vamos olhar nossos horários, professores, salas...
Look Ash
Look Nick
Universidade
...

- Poderia falar com o Delegado por favor?
- Sobre o que se trata? o Policial da recepção se levantava.
- É uma historia longa, posso dizer que tem a ver com o assassinato da Senhora Amy.
- Tudo bem, sente-se aqui enquanto eu chamo o Xerife. Andy caminhava até a Sala de Patrick, e rapidamente aparecia com o mesmo.
- Sim, em que posso ajudá-la.
- Bom dia Senhor. Eu era empregada da Dona Amy Vanderbill, e agora da Dona Lavínia. E eu achei esse brinco há algum tempo no quarto da Senhora Amy.... Karl contava toda a historia que havia dito para Lav.
- Então você acha que ele pode ser uma prova? Patrick se levantava do banco.
- Sim. Pois como disse, não pertence a nenhum morador da casa.
- Ok, vou pedir para a senhora me acompanhar para assinar alguns papéis. Soldado Andy, coloque o brinco no Saco Plástico e envie para a análise com urgência.
Look Karl
....




- Então Ash, quem é o seu primeiro professor? Vai ter aula até que período?
- Mr. Ackles, primeira e última aula é com ele. Tomara que seja velho e gordo. Ash sorria.
- Credo Ash. Dizia rindo.
- E você ?
- Um tal de Mr. Pierce. E de tanta coisa que aconteceu, agora estamos aqui. Nick dizia puxando Ash escada a cima.
- Hi. Um cara realmente lindo passava "comendo " Ash com o olhar.
- Hi !!! Ash sorria para ele.
- E agora o ano começou oficialmente. Nick gargalhava.
- Ele é cute. Gargalhava.
- Mostra para Bri depois.
- Vou pensar no caso dela. Parava de frente para sua sala. - É aqui.
- Então boa sorte, Nick sorria.
- Desejo o mesmo, e na hora do intervalo vamos na biblioteca encher o saco da Bri.Ash dizia entrando na sala.

Sala De Aula

- Ok.Marcado.Nick saía correndo até sua sala, pelo numeração era Três depois.
- Senta aqui oh... Alguns idiotas apontavam lugares para Ash se sentar, enquanto ela caminhava até o centro da sala, a beleza dela era algo que encantava qualquer um logo de cara.
- Nao dê ouvidos a esses palhaços. A propósito, me chamo Annie!Uma garota retirava sua bolsa da cadeira ao lado para Ash se sentar.
- Prazer, Ashley. Sorria.
- Baltmoore, eu te conheço, na verdade a Cidade toda de conheçe. Gargalhava.
- Escândalos? Se sentava.
- Sim, e pela sua família. Mas não se preocupe, as pessoas nem falam mais sobre, você sabe. Dizia baixo.
- Bom saber.
- Ouvi boatos que esse professor que vai nos dar aula agora é incrivelmente lindo.
- E eu esperando um velho gordo. Awesome. Dizia Ironicamente.
- Bom dia. Jensen Entrava todo sorridente na sala. - Meu nome é Jensen, mas podem me chamar de Mr. Ackles. Escrevia seu nome no quadro.
- OMG!!!!!! não é possível.O via escrever no quadro. O que essa praga, faz aqui? Se debruçava na cadeira. - Depois de tudo que aconteceu... Ash ficava chocada ao escutar aquela voz, aquele nome. Talvez fosse esse o Karma dela "Professores",de preferência bonitos e gostosos.
- Bom, vamos fazer uma dinâmica para nos conhecermos melhor,cada um de vocês irá se levantar e falará suas metas para o futuro.
- Posso começar? Annie dizia sorridente.
- Ela tinha que abrir a boca. Ash pensava.
- Vamos Lá. Jensen se encostava na mesa.
- Eu me chamo Annie e quero ser uma professora que luta pelos direitos de aprendizagem a qualquer custo. Ash ainda continuava debruçava na mesa,fingia dormir.
- Good. Agora passe a vez de falar para quem você quiser.
- Ok. Cutucava Ash.
- Hey mocinha dorminhoca. Jensen a chamava.
- Ashley, levanta. Annie a balançava..
- Ai é agora. Ash sentia aquele frio na barriga. - Sim, o que é para fazer? Levantava jogando os cabelos.
- Espera. Jensen arregalava os olhos ficando espantado.
- Ah lembrei, o que eu quero ser a Ashley Bitch,quero ser a maior vadia da região. Ah espera, já sou. Ash o provocava. O pessoal todo começava a olhar para Ela como a Sex Simbol da classe,assobios começavam.
- Preciso tomar água.Jensen dizia saindo perturbado da sala.

Look Annie
Look Jensen 
.....



- Então Brittany.
- Por favor Reitor Josh, apenas Bri. Caminhavam até a porta da Biblioteca.
Ok Brittany, basicamente é o que eu te disse, nenhum Livro pode sair daqui, as pesquisas, trabalhos,tudo deve ser feito aqui. Josh apontava as mesas. - E sempre manter o clima de silêncio e respeito.
- Ok Reitor, eu sei como tudo funciona. Sorria - E mais uma vez, obrigada por tudo.
- Por nada. Só por curiosidade, você se sente bem trabalhando...
- Antes do senhor terminar a frase, sim , me sinto ótima com essa roupa, e isso não irá interferir em nada. Sorria docemente, feito uma criança que acabara de ganhar um doce.
- Tudo bem, espero que você goste de trabalhar aqui. É um prazer recebe-la. Qualquer coisa, é só telefonar para minha sala. Saía dali.
- Bom, vamos fazer algo que eu adoro fazer. Bri saía correndo em direção a Janela que ficava perto de sua mesinha. - Olhar Homens se Exercitando. Se pendurava na janela dando Gargalhadas.
Biblioteca
Reitor Josh

"Gostando do Seu Primeiro Dia? Owww, eu acho que você merece um presente, estou com a impressão de que logo logo chegará. XoXo."
- Mais um Sms anonimo, Awesome. Bri terminava de ler.
- Senhora Brittany? Um Policial entrava na Biblioteca.
- Sim.Sou eu. Colocava o celular dentro da bolsa. - Como me achou aqui? Bri dizia por curiosidade.
- Seu advogado Ligou informando na Delegacia que você estaria trabalhando na Biblioteca da Faculdade.
- Ah sim, então, o que o trás aqui? Se sentava na cadeira.
- Por acaso este brinco é seu? Mostrava uma foto.
- Sim Senhor policial. Por que a pergunta?
- Ele foi encontrado na casa da senhora Amy Vanderbill,mais especificamente no quarto dela,e nos objetos que foram recolhidos do seu quarto havia apenas um par deste brinco.
- O que o Senhor está insinuando?
- Por enquanto nada,isso é apenas mais uma prova que irá para os arquivos. Ficava parado de frente a mesa dela.
- Mas eu nunca fui na casa da Amy,muito menos no quarto dela.Como esse brinco foi parar lá?
- Isso é o que vamos descobrir.
- E aproposito, quando minhas coisas voltarão para o meu quarto?
- Todo o material terminou de ser analisado ontem. Provavelmente hoje mesmo tudo será devolvido.
- Ok,e foi encontrado algo?
- Não,se não fosse por este brinco. Bom, preciso voltar para Delegacia, talvez tenhamos que chamá-la para um novo depoimento. Saía dali.
- Tão perfeito isso tudo. Bri se debruçava em sua mesa.
...



- Meu Deus,mesmo sabendo que ela não vale nada, como pode ser tão linda assim? Jensen observava Ashley lendo parte de um Texto exigido por ele. - Como eu queria poder beijar esses lábios,poder tocar nessa pele macia e perfumada. Mas como disse a Lav, eu não posso me deixar levar pela beleza e charme dela. E mesmo que ela fosse uma mulher descente, ela é minha aluna agora. Eu sei que disse que ela queria ver a historia se repetindo, mas nunca imaginei que ela realmente seria minha aluna, ela realmente já sabia que eu ia ser professor dela? Jensen ficava com seus pensamentos, enquanto os alunos faziam as devidas leituras.

- Ash, o pessoal todo já te elegeu como a melhor coisa da faculdade. Annie cochichava com ela.
- Really? Dizia rindo baixo.
- Sério menina, você mal chegou e já causou.
- Ai, só vocês mesmo.
- Hey Ashhhhley, pare de conversar e se concentre em sua leitura. Jensen iria dizer Ash, mas se lembrou que eles "Não se conheciam".
- Na verdade. Levantava da cadeira descruzando as pernas sensualmente. - Eu vou beber água. Passava com seu andar fatal. Jensen observava a cena. Não, ela não estava provocando, isso é natural dela.
- Você não pode sair.... Owww, Ciúmes Jensen?
- Aqui não é mais escola,eu fico na sala se quiser. Saía piscando para ele...
....

- Bom, eu andei planejando, e irei escolher 1 aluno para estagiar durante 1 dia no Hospital da cidade. Assim a pessoa escolhida terá a chance de conhecer mais sobre a profissão, conhecer o ambiente de trabalho e ver se é isso mesmo que quer para o seu futuro. Alguém vai querer se candidatar ?- Eu me interesso Mr. Pierce. Nick levantava as mãos rapidamente.
- Mais alguém? Olhava para os alunos, que pareciam estar mais entretidos com iPhones, iPads... - Então apenas a Nickole irá ficar com os créditos extras deste Semestre.
- E como funciona o estágio? Nick ficava entusiasmada.
- Você irá ficar observando e ajudando no que puder o médico que estiver de plantão.
- Sim, e qual dia?
- Amanhã ! Tudo bem para você?
- Tudo bem. Nick dizia com um belo sorriso.

....

- Bri, nem te conto do último acontecimento. Ash entrava toda aflita na biblioteca.
- O que aconteceu? Bri dizia com um certo desanimo.
- Ih, me diz o por que dessa sua cara.
- A polícia veio aqui.
- What? Ash parava com as mãos na Cintura.
- É,encontraram um par de brincos meu no quarto da Amy.
- Bri,isso só pode ser arrumação da Lav. Ash se sentava na cadeira de frente para ela.
- E ainda tem esse SMS. Mostrava para Ash.
- Isso é obra daquela cadelinha. Dizia ao ler.
- Mas diz agora o que aconteceu com você.
- Advinha quem é o meu professor?
- Não me diga que é o Mr. Falmer?
- Não. O Jensen.
- Jensen Gostoso Hot? Bri engolia seco.
- É .Ash fazia careta
- OMG amiga, e o que você fez?
- Eu? nada. Ele foi quem ficou sem reação. Gargalhava.
- Nick já ficou sabendo da última? Bri dizia ao ver ela entrar.
- A única coisa que eu sei é que o nome da Ash está correndo o Campus inteiro.
- Ah é? Ash ria.
- É ,parece que os velhos tempos estão de volta. Nick gargalhava.
- Ash o que você aprontou? Parava perto dela.
- Nada Nick.
- Ai Nick, e desde quando a Ash precisa fazer algo para ser assunto? Bri gargalhava. - Se bem que dessa vez ela tem um motivo.
- Meninas,eu estou boiando nessa conversa.
- É que um dos professores da Ash é o Jensen.
- Sem chance. Nick dizia pasma.
- Pois é, mundinho pequeno
- É, parece que você vai ter que aturar ele por um bom tempo. Nick gargalhava.
- Se ele começar a me irritar mais do que já irrita, eu tranco minha matrícula, ou troco de turma...
- E você Nick alguma novidade? Bri mudava de assunto.
- Vou estagiar amanhã.
- Mas já? Ash se assustava.
- É só por um dia, para eu conhecer mais sobre a profissão. Gargalhava.
......


- Hey meu amor. Lav entrava na sala que Jensen estava, já vazia por sinal. - Que saudades de você. Caminhava até ele.
- Hey.Como foi o seu depoimento?
- Foi tudo normal. Dava um selinho nele. - Como está sendo seu dia?
- Tudo Ok.
- Então vem cá que eu vou agitar o seu mundo. Se aproximava dele para começar um beijo
- Espera. Alguém pode ver.
- Jensen,eu sou sua namorada. Lav começava a beija-lo. Jensen não sentia aquele algo mais,e ao parar o Beijo ficava assustado em ver o rosto de Ash nela.
- O que foi?
- Nada,é que você nunca esteve tão linda. Jensen, que vergonha, a quem você está tentando enganar?
- Acho que alguém está se apaixonando por mim. Lav sorria. - Esse olhar que você deu agora.
- Bom Lav, se você não se importa, eu tenho que...
- Tudo bem querido, eu vou na biblioteca, quero ver algo por lá. Saía da sala exibindo um sorriso cínico.
....

- Estava pensando, depois que terminamos nosso primeiro dia, vamos para o Grill Comemorar.
- Comemorar não sei o que mas vamos. Ash gargalhava.
- Hey, pra mim o dia está sendo perfeito. Nick suspirava.
- Pelo menos uma está aproveitando. Bri sorria.
- Olha só se não é o trio de Bitches. Lav entrava na biblioteca se achando.
- Bem que dizem, barata entra mesmo em qualquer lugar, não adianta detetizar. Ash provocava.
- O que você quer aqui. Bri dizia Cinicamente.
- Ah,vocês acham que eu perderia o primeiro dia de aula de vocês?
- Está tão desocupada assim que resolveu virar minha empresária? Quer que eu lhe passe minha agenda para o dia todo? Ash debochava.
- Não minha querida, no caso eu teria que ser uma Cafetina, e cá entre nós, eu não sirvo para isso. Gargalhava.
- Mas garanto que para piranha você serviria muito bem. Nick entrava no meio das provocações.
- Quer saber Lav. Ash pegava um caixa de giz que estava na mesa de Bri e despejava o pó que ficava no fundo em suas mãos. - Vai embora. Soprava pó de Giz na cara dela. - Antes que eu faça pior do que isso.
- Sua Vagabunda, piranha sarnenta. Como tem a coragem? Lav berrava e os alunos presentes olhavam para ela.
- Querida, eu não tenho medo de você, sabe por que? Você não passa de um ser sem vida, sem amor, sem amigos, sem família, um ser despresível, insignificante.
- Bom, pelo visto você não sabe mesmo com quem está mexendo. Saía andando. - Ah, só uma coisinha. Virava para trás. - Gostou do meu presentinho Bri? Tenho certeza que esse brinco veio em uma boa hora.
- Para sua informação, esse brinco não prova nada.
- Talvez querida. Gargalhava. - Talvez.
- Lav,vai embora daqui sua pulguenta. Bri tacava um livro que quase acertava na cara dela.
- Eu vou,mas vou feliz. Lav saía rindo debochadamente.
- Ai essa garota não se cansa? Bri dizia bufando
- Bom, pelo menos foram só alguns minutos que ela ficou aqui e não o dia todo. Nick era otimista.
- Segundos perto dela parecem uma eternidade. Ash olhava as unhas.
- A presença dela é desagradável, e cada vez fica pior. Bri bufava.
- Bom vamos para a sala Nick.Ash a puxava saindo dali......


- Acho que a Brittany está em apuros. Patrick chegava em casa afoito.
- Por que meu bem? Lilly se aproximava iniciando um beijo.
- Teve o depoimento da Lavínia mais cedo. Se sentava no sofá da sala. - E não foi nada favorável.
- Mas não se pode levar a sério tudo que essa maluca diz. Lilly se exaltava.
- Eu sei,mas isso para o Juiz conta,e muito.E... Se sentava no sofá.
- E o que? Iniciava uma massagem nos ombros dele.
- Foi encontrado um brinco da Brittany no quarto da Amy.
- E agora?
- Agora ela passa oficialmente a ser uma suspeita.
- Coitada.
- Mas mudando de assunto, a Ash ligou? como foi o primeiro dia dela?
- Ela ligou na hora do almoço para avisar que iria almoçar em um Restaurante lá perto, disse que estava tudo normal, e que ainda sim parecia o High School. Gargalhava.
- Acho que engana-se quem acha que Faculdade é diferente da Escola. Patrick dizia pensativo. Além de ser mais difícil, as pessoas costumam ficar mais maldosas, mais espertas...
- Tem o seu fundinho de verdade. Caminhava ficando de frente para ele. - Você quer que eu peça para a Elle preparar um lanche para você?
- Seria uma boa. Sorria perfeitamente. - Sabe o que seria melhor ainda?
- Não, o que? Fingia inocência.
- Você tomando Banho comigo. Patrick a pegava no colo subindo as escadas correndo.
Look Lilly

.....




" - Prazer me Chamo Nickole, mas pode me chamar de Nick" Jared estava deitado no sofá se lembrando do belo sorriso que Nick exibia, uma pergunta passava pela sua mente, onde ela se meteu? - Quem será? Ele escutava a campainha tocar. - Molly, o que você quer? Fazia cara de tédio ao abrir a porta.
- Oi meu Amor. Ficava na ponta dos pés para dar um selinho nele. - Não vai me convidar para entrar?
- Contra minha vontade, entre.
- Sabe Jared, eu estava pesando.
- Se diz pensando. Se sentava no sofá.
- Poderiamos organizar um jantar de casais, Eu,Você, Lav e Jensen. Sentava no colo dele, se pendurando no pescoço do mesmo.
- Quem sabe. Dizia nenhum pouco interessado.
- Ah meu bebe gigante,vamos para o Grill? Estou com vontade de Multiplicar uma banana Split com você.
- Se diz dividir.
- Você fica tão fofinho me corrigindo. Apertava as bochechas dele.
- Para de ficar me apertando.
- Ai Jared, voce é tão Rabonojento.
- É rabugento. E eu não sou,eu apenas não gosto de você.
- E sem educação também,você adora fazer eu me sentir um lixo. Fazia voz de choro.
- Desculpa Molly. Não chore.
- Eu deveria estar acostumada,Ninguém gosta de mim. Saía do colo dele.
- Vem cá, me dá um abraço.Jared ficava com dó.
- Não preciso da sua miséria.
- Misericórdia?
- Tá vendo, acabou de assumir. Eu sou uma burra mesmo.Molly fazia uma bela atuação,também aprendeu com a melhor.
- Ta bom Molly,se isso for fazer você parar de chorar, vamos ao Grill...

....



- Isso só pode ser perseguição. Ash via Jensen se aproximar.
- Você achou que isso de namorar outro professor daria certo para conseguir seu diploma? Jensen parava de frente a mesa que ela sentava. Ash por sinal ignorava o que ele dizia. - E agora vai dizer que não me escuta.
- Definitivamente se eu soubesse que você seria meu professor, teria pedido para me mudarem de turma, ou tiraria esse ano de férias.
- Fazendo a Inocente novamente? Se sentava ao lado dela.
- Jensen, vai conversar com outra pessoa,tenho algo mais importante para fazer.
- A verdade doí não é mesmo? Olhava para ela.
- Vai procura aquela naja da Lavínia e me dá sossego. Ainda continuava escrevendo.
- Olha só como você adora joguinhos. Sorria de lado.
- Tome a redação. Entregava para ele. - Acabei. Ash guardava suas coisas e se levantava. Na verdade ela não tinha terminado,mas definitivamente não estava a fim de uma discussão...
- Espera. Jensen a segurava pelas mãos...
.....

- Mas Bri, você não tem medo de ir presa? Desciam do Táxi.
- Bom,pelo que o policial disse, isso não prova nada ainda.
- Se você diz. Entravam no Grill.
- E a Ash gente, coitada, outro professor.
- Parece o Karma dela. Nick brincava.
- Quem dera se esse fosse o meu. Bri se abanava toda.
- Assanhada.
- Hummm e por falar em assanhamento, quem é aquele gostoso chegando com a Molly? Se abanava.
- Onde?
- Atrás de você.
- OMG. Nick ficava chocada ao ver Molly e Jared se beijando.
- Terra para Nick. Bri acenava para ela.
- Bri.... Dizia passando as mãos no rosto.
- Bri o que?
- Ele é o Jared.
- Tá bom,não sei o que dizer,até eu estou pasma.
- Oi Nick,Bri. Molly passava por elas . - Este é meu namorado. O apresentava, ou melhor, exibia Jared para elas.
- Nick? Jared ficava mais branco que uma folha de papel.
- Foi macumba? Bri dizia na espontaneidade.
- Eu não preciso disso. Alisava o abdómen dele. - Nós nos amamos.
- Bom para você Molly. Vamos Bri. Nick se retirava do estabelecimento.
- Eu hein,é cada uma. Molly dizia com a cara mais sonsa do mundo.
- Espera Nick. Bri a parava. - Como assim "O Jared" está com a Molly?
- E você vem perguntar isso para mim? Ele me disse que não tinha namorada, ai que nojo, e se eu peguei restos da Mollonga?
- Eca, definitivamente, isso é nojento. Bri gargalhava. - Olhe o lado bom, pelo menos foi só uma transa casual, ou como você disse, a melhor transa da minha vida. Bri debochava.....



- Jensen,me deixa em paz, eu não quero nada de você.
- Sei. Debochava.
- Criança. Ash dizia furiosa.
- É, mas uma criança não sabe fazer isso.Jensen se levantava se aproximando dela, iniciando um intenso beijo, os dois saíam se beijando até ele a prensar na estante de Livros, jogando alguns pelo chão...
- Para. Ash o afastava de si. - Me solta. dizia ofegante.
- O que foi? Jensen dizia ofegante também.
- O que foi? Ash aumentava o seu Tom de voz. - Quem você pensa que é para me ofender e depois achar que eu quero algo com você?
- Por que é desses joguinhos de rato e gato que você gosta?
- Você não sabe nada sobre a minha vida, você não conhece nada sobre mim, e mesmo que você me conhecesse, não teria o direito de me julgar, Minha vida, Meus problemas.
- Nossa, que nervosa.
- Você é a pessoa mais nojenta e repulsiva desse mundo. Apontava o dedo para ele.
- O que posso dizer, dizem que isso é charme. Fazia bico.
- Cala a boca. Ash dava um tapa na cara dele. - Não me confunda com aquela vagabunda que você anda pegando, por que eu não sou da raça maldita dela. Ash dizia saindo dali.
- Droga. Jensen Jogava um livro qualquer longe. - O que essa garota tem que me deixa assim? Droga. Jogava outro livro.
Share this article :

1 comentários:

  1. Ai Deus, Lav e Jensen não pode, ai que vadia manipuladora, cobra ardilosa.

    Jensene stá gostando da Ash e tá morrendo de ciumes. kkkkkkkkkk que dó.
    Não tiro a razão da Ash, o que ele falou pra ela coitada.

    Ai essa Molly tbm viu, vou te falar, se metendo no meio da Nick e do Jared. Asna Filha de uma ...

    Tudo bem que a Lav não vale nada, mas cena dela na delegacia falando o nome, é bem épico. kkkkkkkk

    Gente que abdomen é aquele do estudante? passei mal aqui.

    Bri na biblioteca, e vai olhar os atletas na janela. kkkkkkkkkkkkkk

    O depoimento da Lav, nossa, quanta mentira junta.

    A Karl é um Senhora muito simpática. Coitada não merece ser empregada da Lav.

    Ash é Diva das Divas. Adooro. ansiosa pelo próximo Capítulo.

    Fabi

    ResponderExcluir

 
Support : Your Link | Your Link | Your Link
Copyright © 2013. Supernatural Family | Here's Your Family. - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger