Home » » FanFic - Kill All The Secrets - Capítulo 1.16 - " Tell The Truth "

FanFic - Kill All The Secrets - Capítulo 1.16 - " Tell The Truth "



Nome: Kill All The Secrets (Mate Todos Os Segredos).

Número de Temporadas: 3.

Capítulo: 1.16 - "Tell The Truth" (Diga a Verdade).

Classificação : 18+ - Contem cenas de violência,mortes,sexo,insinuações...

Gênero : Drama,Comédia,Mistério...

Autora: Laura.

Personagens: Ashley (Principal) Brittany (Principal) Nickole (Principal) Lavínia (Vilã) Molly (Coadjuvante) Henri (Principal) Jensen (Principal ) Jared (Principal) Ben (Secundário) Chad (Coadjuvante) Lilly (Secundário) Cecy (Secundário) Rene (Secundário) Annie (Secundário) ....

Sinopse: O que acontece quando uma manipuladora resolve fazer da vida de 3 garotas um Inferno? Ashley (Ash), Brittany (Bri) e Nickole (Nick),poderiam ser o tipo de adolescentes normais,se não fosse por Lavínia (Lav),que faz de tudo para arruinar a vida dessas 3 garotas.O motivo de tanto ódio? Ninguém sabe.Mas Ash,Bri e Nick são tão inocentes assim? Ash talvez tenha tomado uma difícil decisão e acabou se apaixonando pelo seu professor.Estaria Nick Prestes a conhecer o amor da sua vida? E Bri? O que o futuro a reserva? É melhor você ler para matar todos os segredos que " Kill All The Secrets" te reserva...Poderia o amor aparecer no meio de tanta maldade? Poderia esse ambiente ser saudável para Jensen e Jared viverem uma vida tranquila?

Considerações: Quando tiver o player nas cenas serão as músicas das cenas,acho que não tem necessidade de ficar colocando toda hora "música da cena",mas como este é o primeiro capítulo tudo Ok.Ainda Sobre as músicas,quando uma cena não tiver música,aproveite a música da cena passada (Até a cena que tiver um novo player),por que eu escolho as músicas pensando nisso.
Onde estiver Look (Exemplo,Look Ashley,Look Das garotas),vocês podem clicar para visualizarem a roupa dos personagens.E quando estiver Casa da Ashley,carro,escola,podem clicar para visualizarem o local onde a cena ocorreu !!!!




........................................................................................................................



- Brittany filha, não vai comer nada? Rene a via descer as escadas rapidamente.
- Sorry Mommy, acordei atrasada, depois eu como algo no Campus. Abria a porta.
- Já ia bater. Um policial a via abrir a porta.
- Sempre foi um Fetiche meu dar de cara com um Policial na porta da minha casa. Mordia os lábios.
- Perdão Senhorita? Ficava todo vermelho.
- Brittany. Sorria para ele. - Mas se o Senhor me dá licença, eu preciso ir trabalhar, mas se quiser, pode me escoltar até a Universidade. Saía andando dando o seu melhor rebolado.
- Senhorita Brittany Spaltner?
- Sim. Virava jogando os cabelos.
- A Senhorita terá que me acompanhar até a delegacia.
- OMG. O Senhor vai me prender por desacato? Dizia rapidamente.
- Não. pensava. - Mas deveria.
- Minha filha está sendo presa? Dona Rene aparecia aflita na porta comendo uma banana.
- Não presa Senhora,mas terá que dar maiores esclarecimentos para a justiça.
- Por favor, sem Senhora, eu sou uma Mulher de quase 50 anos, num corpo e rosto de 35. Juntava os seios mordendo a banana.
- Desculpe. "Que família de gente perturbada" Pensava.
- Mãe. Bri a repreendia.
- Ok, eu não posso levá-la no meu carro?
- Desculpe Senhora Rene, mas sua filha é uma suspeita, isso é um dos procedimentos tomados.
- Vou ligar para o advogado dela. Entrava dentro de casa correndo.
- Ligue para a Ash e Nick... Bri gritava ao ser levada. - Pensando bem, agente poderia fazer uma Tour no carro da Polícia. Gargalhava. - Sempre tive essa vontade também. Entrava gargalhando. É, juízo é o que Bri realmente não tem...
Look Bri - Look Rene
Policial
.....

- Tudo bem, e obrigada pela informação Policial Andy. Lav desligava o telefone.
- Ih, pelo sorriso estampado em seu rosto, lá vem bomba. Molly se aproximava da amiga.
- E é uma bomba das grandes. Gargalhava.
- Me conta o hálito.
- É bafo sua anta. Gritava.
- Nossa, calma Lav. Sentava no sofá.
- Nem sua burrice vai estragar meu dia. Gargalhava andando de um lado para o outro. - Mas só para você saber, uma hora dessas aquela cachorrinha pulguenta deve estar indo presa. Dava sua risada diabólica.
- Por que, que cachorrinha pulguenta? A Ashley?
- A hora dela ainda vai chegar, mas não agora.
- A Bri?
- A própria. Gargalhava.
- Nossa, então foi ela mesmo que matou sua mãe.
- Eu não duvido nada.Talvez matou até a mando da Ashley.
- Depois nós é que não pesamos .
- Pois é Molly. E é prestamos. Anta.
- Tanto faz, mas agora com a sua licença, vou ao Hospital ver o meu namorado. Passava por Lav exibindo um sorriso.
- E eu tenho que fazer uma visitinha Especial.
Look Lav - Look Molly

....

- Policial Andy. Ash chegava na delegacia, juntamente de Nick. - Onde a Bri está?
- Na sala do Delegado. Sorria para ela.
- Tecnicamente. Nick a via sair da sala de Patrick. - Não está mais.
- Bri amiga,Como você está? Ash e Nick caminhavam até ela.
- Agora eu passo oficialmente a ser uma suspeita. Se sentava no banco cruzando as pernas.
- Nossa Bri. Que barra. Mas por que? Ash e Nick se sentavam no banco também.
- Depoimento nada amigável da Jararaca Ash,e o meu brinco que foi parar no quarto da Amy.
- Mas e agora,o que acontece? Nick dizia rapidamente.
- Bom,minha mãe está conversando com o padrasto da Ash,ele me disse que é bom eu evitar confusões, e claro, continuar com meu trabalho na biblioteca.
- Mas não vai ter julgamento? Nick se preocupava.
- Ah,segundo o meu Advogado,ainda é cedo para isso,falta esclarecer muitas coisas.
- Mas eu não entendo,se você é só uma suspeita,por que te algemaram?
- Palhaçada da polícia,mas sabe, eu sempre tive vontade de saber como era andar nesses carros de polícia algemada. Bri dizia rindo.
- E como foi a experiência?
- Não tão boa como eu esperava Nick.
- Humm. Ash dizia pensativa. - Estou supondo que não terminou de uma maneira Porn né.
- É o que você acha? Bri gargalhava.
- OMG, quem foi o Policial ? Ash gargalhava alto.
- Aquele ali. Apontava para o Policial que estava sentado ao lado de Andy.
- Bri, você poderia ser presa por Desacato. Nick sorria.
- E ele iria junto por se aproveitar de mim. Aprontava um escândalo.
- Então aconteceu? Ash ficava espantada.
- Apenas beijos, nada Sadomasoquista. Fazia Bico.
- Chega, hoje você se superou. Nick a repreendia. - E no interrogatório? o que você disse?
- Contei a mesma história que combinamos Nick. Bri piscava para o Policial.


Look Ash - Look Nick
Soldado Andy
...

- Jensen, sabe aquela garota que eu te falei? Jared dizia colocando café na xícara.
- Sim, a Nickole. Passava geleia na torrada.
- Eu vi ela ontem.
- Onde? Dizia surpreso.
- No Grill,e ela me viu com a Molly,e pelo visto as duas não são muito "Amigas".
- Bom, se você está interessado pela Nickole, por que está junto da Molly?
- É uma historia confusa, mas eu irei colocar um ponto final nesse meu "Lance" .Fazia sinal de aspas com os dedos. - Com a Molly. Não quero magoar ela.
- Good, e falando em mulheres, advinha quem é minha aluna?
- Não me diga que é a esquentadinha do Pneu? Que finalmente tem nome. Jared gargalhava.
- Sim, a Ashley. Dizia com um sorriso tímido.
- Agora você pode dar uns pegas nela, intervalos,saída. Jared gargalhava ironicamente.
- Hey Dude, isso é sério, ela é minha aluna, e pelo que eu te contei, ela é uma Bad Girl.
- Isso não deixa de ser engraçado. Jared continuava gargalhando.
- É, queria ver se fosse com você.
- Espera ai, você está com essa cara, o que vocês, ou ela, fez barra fizeram? Jared ficava sério.
- Eu beijei ela e err.... Gaguejava.
- Ela te chutou de novo?
- Não ,ela me deu um tapa no rosto.
- Uau,essa sim tem sangue quente. Gargalhava se levantando da mesa.
- Nem me diga. Limpava os lábios.
- Bom, já vou indo. Jared pegava sua pasta.
- Vou escovar os dentes antes de sair, por que pelo menos alguém aqui nessa casa tem que ser higiênico. Levantava da mesa caminhando casa a fora.
- Haha. Jared batia a porta.
...



- Minha filha, você já pode ir. Rene saia da sala de Patrick.
- Thanks Mãe. A abraçava.
- Você vai querer ir para a Universidade hoje Bri?
- Vou sim Ash,tudo que eu preciso é ocupar minha mente.
- Então querida. Rene a beijava na testa. - Eu já vou indo, qualquer coisa é só me ligar. Saía dali.
- Bye Senhora Rene. Ash e Nick Diziam juntas.
- Bye Meninas, e por favor, sem o Senhora. Deixava a delegacia.
- E o seu advogado Bri? Achei que ele tivesse vindo.
- Ele está fora da cidade,mas minha mãe ligou para ele, e a presença foi feita por telefone. Gargalhava.
- Ele participou do seu depoimento por Telefone? Ash gargalhava.
- Ué, é o futuro tecnológico querida. Gargalhava junto.
- Olha ,olha se não é a assassina da minha mãe. Lav chegava provocando.
- O que você faz aqui ? Nick indagava.
- Espere só. Lav avistava o Xerife e.... - Sua assassina,como você pode ter matado minha mãe,ela nunca fez mal para ninguém. Começava a gritar histéricamente.
- What? Bri não acreditava que ela estava fazendo a encenação de pobre coitada.
- Você é um monstro,sua assassina,eu te quero na cadeia,você não vai sair ilesa disso.
- Cala a boca Lavínia,eu não matei ninguém. Bri levantava do banco se aproximando dela.
- Falsa,Cretina. Lav dava um tapa na cara dela..
- Parem vocês duas. Patrick interrompia a briga após Ash o chamar.
- Me desculpe Xerife,é que eu não suporto ver a cara dissimulada dessa assassina andando impune por ai, enquanto minha mãe está morta. Lav começava a chorar descaradamente.
- Eu não matei ninguém sua Pomba Gira de terreirooooooo. Gritava. - Alguém me segura que eu vou dar na cara dela.
- Calma Bri. Ash a segurava pelo braço.
- Senhorita Lavínia, posso saber o que a trás aqui?
- O que a trás aqui, é tão óbvio a resposta, ela veio fazer intriga, é só isso que ela sabe fazer. Ash alterava o tom de sua voz.
- Não querida, a invejosa que gosta de fazer intrigas aqui é você. Lav gritava.
- Eu? eu sou a invejosa? Ash se aproximava dela.
- Não vale brigar com ela Ash. Não aqui. Nick a segurava.
- Pare você duas. Patrick dizia calmamente. - Então, o que você veio fazer aqui Lavínia?
- Eu queria saber mais informações do caso Xerife,e dei de cara com essa assassina.
- Bom, a novidade é esta, agora queira fazer o favor de se retirar.
- Muito obrigada Xerife, por estar desempenhando muito bem o seu papel. Lav dizia saindo
- Eu não gosto do jeito dessa garota. Patrick dizia.
- Nem eu. Ash dizia fazendo careta.
...

- Molly, o que você faz sentada na minha cadeira? Jared ficava espantado ao chegar em sua sala no hospital.
- Vim fazer surpresa Meu Amor. Descruzava as pernas se levantando da cadeira dele.
- É melhor você sair, eu já tenho consulta marcada.
- Nossa. Se aproximava dele. - Como você é frio comigo. Acariciava o peitoral dele.
- Molly, para com essa palhaçada. Se alterava. - Isso é tão deprimente.
- Só se for para você minha décima maravilha do mundo.
- Na verdade existe apenas 7.
- E na verdade. Sorria falsamente. - Hoje a noite estarei te esperando nua em pelo na sua cama,chega desse clima bobo,eu quero sexo florestal, quero incendiar o seu apartamento. Mordia a ponta do dedo indicador.
- Eu não vou fazer isso com você,eu tenho nojo só de te beijar,quem dirá tocar em você. Colocava a maleta na mesa.
- Problema seu fofo.
- E na verdade é Sexo selvagem não florestal.
- Você adora me corrigir.
- Já disse,se o seu cérebro funcionasse normalmente, quem sabe.
- Olha Jared, não quero saber,hoje nós faremos sexo.
- Já disse que não,você já ganha muito em eu aceitar te beijar,eu não vou me rebaixar a tanto,quer saber, eu estou cansado de você, com nojo de mim, e de você, por ser tão baixa, a ponto de chantagear para conseguir um namorado.
- Cala essa sua Boca. Molly dava um tapa no rosto dele...
- Au.
- Lembre-se muito bem que minha boca pode ser um cemitério.
- É túmulo sua burra,e sai daqui. Jared a empurrava para fora da sala...
- Hoje a noite meu amor. Saia gargalhando.
- Meu Deus no que eu fui me meter. Fechava a porta.

Look Jared 
...




- Thanks Ash por ter chamado o Patrick,eu juro que mais um pouco eu voava em cima daquela Pomba Gira. Bri dizia enquanto Ash estacionava o carro na faculdade.
- Por nada Bri, mas sabe, a Nick falou algo mais cedo e ela tem razão.
- O que? Saíam do carro.
- Bom, nós sabemos que a Lav está mais maluca do que nunca, e dessa vez não está sendo coisas "Fúteis".
- Continue. Bri dizia pensativa. - Conclua seu raciocínio Nick. Subiam as escadas do estacionamento.
- É simples, temos que ficar de olhos bem abertos em tudo que acontecer em nossa volta, as coisas podem piorar.
- Eu concordo,olha só, eu até semana passada era uma pessoa normal, e hoje sou uma suspeita.

- E quando tudo que agente quer é apenas paz e tranquilidade. Ash dizia séria. - Alguém poderia Internar ela?
- Vontade mesmo é de matar e dar para os cachorros selvagens do mato a comerem.
- Bri, se alguém escuta. Nick tampava a boca dela. - Cuidado com o que você diz maluca. Subiam as escadas parando de frente para a biblioteca.
- Coitado dos cachorros, não merecem comida podre.
- Ash. Nick gargalhava.
- Bri, você não quer nossa companhia ai?
- Não precisa Ash,podem ir para a aula de vocês.
- Tem certeza?
- Ash,eu vou ficar bem. Dizia pensativa. - Agora vai aproveitar seu professor hot,gostoso,sexy, lindo, maravilhoso, aquela Sétima Maravilha.... gargalhava.
- Shut Up. Ash dizia rindo. - Até mais tarde então. Saia caminhando junto de Nick.
- Ash, eu te contei que encontrei o Jared?
- Não,onde você encontrou ele?
- Ontem no grill .
- Rolou pegação? Beijos? Sexo? Gargalhava.
- Não, ele está namorando a Mollonga.
- OMG. E o que você fez?
- Nada, até por que, eu não tenho nada com ele, mas foi estranho sabe, ver ele com ela.
- É, definitivamente East St. Louise está de pernas pro Ar.
- E não é?
- Caso eu não te veja depois. Ash parava na porta de sua sala. - Boa sorte no seu estágio de um dia. Entrava na classe.
- Thanks.....

- Chad. Bri o via sentado em sua mesa. - O que você faz aqui?
- É verdade Bri?
- Verdade? jogava a bolsa na cadeira.
- Que você foi presa?
- Não presa,eles me levaram para fazer um interrogatório algemada. Sorria.
- Eu fiquei preocupado.
- Chad, vamos esclarecer as coisas. Parava de frente para ele com as mãos na cintura.
- Sim,diga. Sorria olhando para ela.
- Olha,eu te acho uma pessoa Interessante, Hot. Contava com os dedos. - Gostoso também, Mas depois de tudo que aconteceu, eu posso ser apenas sua amiga,nada além disso.
- Uau, feriu os sentimentos do garoto. Dizia com um lindo sorriso.
- Palhaço. Retribuía o sorriso .
- Mas você ficou, ainda está magoada comigo?
- Eu não tenho mágoas, quem tem é a Ash, e eu priorizo muito minha amizade com as meninas sabe.
- Ok, mas você acredita que o que eu te contei sobre o Beijo com o Ben é verdade?
- De certa maneira sim. Sorria. - Na verdade, aposto que tudo não passou de uma armação da Lavínia.
- Por que dela? Se interessava.
- Por que foi ela quem mandou todos aqueles Sms na noite do Baile.
- Nossa, que Bitch. Ele dizia fazendo Bri gargalhar. - Mas... se levantava. - Eu posso vir te ver quando quiser né?
- A universidade é um lugar livre, sinta-se a vontade. Bri dava um passo para trás ao perceber que ele se aproximava.
- Ok, você tem o meu número, qualquer coisa que precisar, pode me ligar. Saía dali sorrindo.
- Se eu precisar, ligarei. O via sair. - Gostoso, ai Deus, por que? a Carne é fraca viu. Se sentava na mesa mordendo os lábios.
Look Chad
...

- Como foi com o Jared? Lav descia do carro vendo Molly chegar em casa.
- Exigi que quero fazer sexo. Gargalhava. - E na delegacia, como foi? Entravam dentro de casa.
- Você precisava ver a minha atuação, foi digna de oscar. Gargalhava. - Mais uma vez.
- Eu imagino o seu DesCARATÉmento. Se sentava no sofá.
- É descaramento sua anta. Nossa é impossível mesmo ter uma conversa normal com você,que inferno. Se olhava no espelho da sala.
- Você sabe que eu sou meia lerdinha.
- Antes fosse meia.
- Mas termina de contar. Olhava para as unhas.
- Eu a acusei de todas as maneiras,me fiz de vítima.
- Mas você deve sofrer mesmo ao pensar na sua mãe.
- Ah sim, ainda sofro. Ficava estática se olhando no espelho.


Flash Back On

- Filha querida. Amy a via entrar no quarto. - Pegue para mim este remédio para dor. Dizia deitada na cama.
- Qual? Este? Lav mostrava para sua mãe que estava doente,tinha feito uma cirurgia recente nas pernas.
- É.
- Oops, caiu da minha mão, Acho que a minha mamãezinha querida vai ficar com dorzinha. Gargalhava.
- Lavínia, você está fazendo isso só por que eu não te deixei ir na Excursão da escola? Passar o fim de semana em Nova York com os alunos da sua sala? Com Seus Colegas De Classe?
- Também, Onde já se viu eu ficar de fora disso. Dizia com raiva. - Todo mundo lá indo ver musicais, cinema, enfim, a programação cultural de lá, e eu aqui, tendo que cuidar de velha babona.
- Lav querida, você sabe que eu não posso ficar sozinha,e a Karl tem muita coisa para fazer.
- Arrumasse uma enfermeira. Se olhava no espelho.
- Lav minha filha, não faça isso comigo, minha perna doí.
- E você acha que eu me importo com a sua dor? A olhava friamente. "Um dia ainda acabo com a raça dessa velha maldita" Pensava.
- Por favor Lavínia, minha perna.
- Ai que saco velha chata. Pegava alguns comprimidos do chão. - Agora toma tudo e se dope. Não sou acompanhante de Idoso.
Amy Vanderbill

Flash Back Off.

- Lav? Lav? Molly sacudia a amiga que ainda estava parada.
- Ah sim. A olhava. - O que é?
- Eu sei que você ainda sente a morte da sua mãe,mas não fique assim, ela deve estar em algum lugar olhando por você. Molly exibia com sorriso no Olhar? Oh Oh
- Cala a boca Molly,você não sabe de nada. Lav dizia pegando sua bolsa.
- Vai sair de novo?
- Não é da sua conta. Batia a porta.
- Maluca, desequilibrada, Loira Loca. Gritava.
....




- Nick, que bom que eu te achei. Mr. Pierce a via.
- Boa Tarde Mr. Pierce, algum problema? Se virava antes de entrar na sala.
- Não, é que teria algum problema você perder o resto de suas aulas de Hoje para estagiar?
- Mas não seria depois? Olhava no relógio. - Eu tenho mais duas aulas só. Sorria.
- Bom, é que eu vou ter que viajar, minha esposa vai ter um bebe, e ela não está na cidade. Sorria.
- Parabéns.
- Obrigado,e se o seu estágio não for hoje, irei ter que remarcar para quando voltar da minha licença.
- Eu indo fazer estágio...
- Sim, suas faltas serão justificadas.
- Ok, então vamos lá. Desciam até o estacionamento do Campus, entrando no carro de Mr. Pierce. No caminho até o Hospital o assunto fluía perfeitamente, Nick aproveitava para tirar dúvidas sobre a carreira médica, Mr. Pierce respondia tudo, hora e outra falava sobre o seu Primeiro Filho, e de quão animado estava.
- Chegamos. Desciam do carro.
- Depois de toda essa conversa, tenho certeza que é isso que eu quero.
- Que bom, afinal tem muitos que seguem a carreira por que os pais querem, ou por motivos que não é realmente o Dom pela medicina. Entravam no Hospital.

- Mr. Pierce, chegou cedo. A secretário o atendia.
- Assuntos Pessoais. Sorria. - Deixa eu apresentar, Esta aqui é a aluna que vai fazer o estágio. Apontava Nick.
- Prazer, Nickole, mas pode me chamar de Nick.
- Prazer Nick, me chamo Carmem. Apertava a mão dela. - Agora, me acompanhem por favor. Andavam corredor afora..
- Nickole este é o nosso médico de plantão. Apontava. - Dr. Padalecki essa é a Estagiária que eu te falei mais cedo. Carmem saía dali deixando Nick sem reação ao ver Jared.
- Dr. Padalecki ,eu quero que você auxilie minha aluna e tire qualquer dúvida que ela tiver. a Nick ainda não tem experiência então...
- Pode deixar Mr. Pierce. Dizia meio envergonhado, para não dizer constrangido.
- Então Nick, bom estágio, e depois eu quero um Relatório sobre tudo. Mr. Pierce dizia saindo.
- Ok, e Boa Sorte com o Bebe.
- Então você é estudante de medicina. Jared dava um sorriso sem graça.
- E você é médico. Awesome. Bufava.
....

- Ash o pessoal está perguntando se você não quer nos acompanhar até o Grill?
- Eu estou terminando de Ler o Capítulo do Livro, depois eu apareço por Lá.
- Ok, quer que eu te espere? Annie se levantava da Cadeira ao escutar o sinal tocar.
- Não precisa, eu vou terminar a Leitura na Biblioteca, assim vejo como minha amiga está. Marcava a página do livro que lia, e guardava suas coisas.
- Ok, então antes de você sair daqui. Annie anotava o número de seu Celular no papel. - Me liga, caso esteja muito cheio, eu reservo um lugar.
- Thanks. Pegava o papel.
- Te esperamos Lá. Caminhava com algumas pessoas saindo da sala. - Tchau Mr. Ackles. Diziam em coro.
- Bye Meninas. Sorria simpaticamente.
- Hey, não fala nada? Jensen provocava Ash ao sair da sala.
- Bye Mr. Ackles. Dizia em tom de deboche jogando os cabelos.
Look Jensen 
...



- Então. Jared dizia.
- Então... Nick o encarava, ainda parada no mesmo lugar.
- Acho que um deve explicações ao outro.
- Acho que não. Nick dizia pensativa.
- Tem certeza? Por que nós fizemos sexo aquela noite, e quando eu acordei, não tinha mas nem sinal de você.
- E quando me viu novamente, já estava beijando uma Vadia Sonsa qualquer. Dava de costas.
- Você está com ciúmes? Tentava não rir.
- Faça me o favor Jared. Se virava para ele. - Como que eu vou estar com ciúmes de quem eu nem conheço?
- Ok Senhora esquentadinha. Mas se te interessa saber, eu comecei a namorar a Molly depois daquela noite.
- Jared, tudo bem. Saia andando. - A vida é sua e você faz dela o que bem quer. Dizia normalmente.
- Então por que aquela reação estranha no Grill? Andava atrás dela.
- Bom, primeiro por que eu e a Molly não somos amigas,segundo por que foi estranho...
- Estranho?
- É, estranho. Parava de frente para ele.
- E quão estranho seria para você dormir com uma pessoa, e no outro dia, quando você acorda, essa mesma pessoa não estar ao seu lado?
- Essa pessoa saiu por que sei lá, eu nunca fiz isso na vida, transar com um desconhecido.
- Mas eu não sou um desconhecido.
- Pra mim é.
- Ok, você disse que não gosta da Molly?
- Não, mas não me interessa se você é namorado dela ou não, por mim tudo bem. Voltava a caminhar.
- Mas eu não gosto da Molly.
- Jared, eu já disse que você não me deve satisfações.
- Mas eu sinto que preciso te contar tudo.
- Jared,eu estou aqui para estudar e aprender,não para escutar desabafo.
- Por favor, apenas me escute, eu não quero que você fique pensando coisa errada de mim.
- Tá bom,diga.
- Na minha Sala. A puxava corredor a fora. Jared via a oportunidade perfeita para talvez se ver livre de uma vez por todas de Molly.....

- Bri? Ash entrava na Biblioteca.
- Ash, você pode ficar no meu lugar rapidinho, o Reitor Josh está me chamando, Saía correndo.
- Ok. Sorria. - Vamos voltar para minha leitura. Colocava a bolsa em uma Poltrona ao lado e abria o livro na página marcada.
- Leitura interessante? Jensen parava de frente para ela.
- Isso só pode ser perseguição. Ash colocava o Livro na mesa. - "Sério Jhesus, eu Dancei Pole Dance com a Cruz que o Senhor Foi crucificado?" Pensava. - Jensen, sério,eu não estou afim de ficar brigando com você. Se levantava olhando seriamente dentro dos olhos dele.
- Eu não entendo.Jensen dizia confuso.
- Não entende o que?
- Como você consegue manter a mesma personalidade,sendo que você não é isso.
- É melhor eu me retirar,eu já não aguento mais essas suas insinuações,eu não mereço escutar isso. Pegava sua bolsa na poltrona.
- Espera. Eu não quero te insultar, é que você acaba sendo um mistério para mim. A olhava.
- Vamos resolver isso de uma vez por todas, você é meu professor. Pausava. - Eu sou sua aluna, vamos manter as coisas assim, e acima de tudo, vamos manter o respeito um com o outro, eu não quero ficar brigando por ai.
- Mas... Jensen acariciava a face de Ash. Lav entrava na Biblioteca e rapidamente via a cena, - Então os dois, Dizia pensativa. - Vamos ver até onde vai a cara de Pau deles. Se escondia atrás de uma das estantes de livros observando a cena.
.....




- Então o que você quer dizer? Nick se sentava no sofá da sala dele.
- A Molly. Respirava fundo. - Anda usando algo contra mim para me forçar a namorar ela.
- Típico de gente da laia da Lavínia. Nick não ficava nem um pouco surpresa.
- Então você também não é fã da Lav?
- Nem um pouco,ela mente,manipula,faz armações, joguinhos,se faz de boa moça e acaba conseguindo o que quer.
- Coitado do Jensen,caiu na lábia. Se encostava na beirada da mesa.
- Hã? Nick ligava o nome a pessoa. - Jensen Gostoso Hot? Quer dizer, Mr. Ackles?
- Sim, esse mesmo. Espera ai, como assim gostoso hot? Franzia a testa.
- É palhaçada de uma amiga Minha.
- Mas como você conhece o Jensen?
- Ele é professor de outra amiga minha,a Ash, ele teve ou tem algo com ela.
- Ashley? a garota Loira que o Jensen trocou o Pneu?
- A própria. Gargalhava.
- Que mundo pequeno. Gargalhava junto. - Posso te perguntar algo sobre a Lav?
- Diga.
- Ela encheu a cabeça do Jensen falando que a Ashley não prestava,que ela adorava joguinhos,que ela não passava de uma Bitch...
- Antes que você continue, a Lav morre de inveja de tudo que a Ash conquista, na verdade, as coisas caem no colo dela. Sorria. - A Ash é do tipo que todo mundo adora falar, adora inventar coisas, mas ela tem um coração enorme,além claro de despertar o desejo dos homens, coisa que as vezes é ruim. Gargalhava.
- Pelo visto vocês são bem Unidas.
- Desde criança. Sorria.
- O Jensen pode estar tratando a Ashley mal, mas ele só está sabe, decepcionado, por que ela mexeu com ele desde o primeiro instante.
- Sabe que eu nem sei direito o que está acontecendo entre os dois. Nick sorria docemente.
- Pelo que você me disse sobre a Ashley, o Jensen disse coisas que ela não precisava ouvir, mas é o jeito dele, o conheço também desde criança. Na verdade, crescemos Juntos no Texas.
- Texas para Pensilvânia. Diferença. Nick se levantava do sofá.
- Bom. Jared se aproximava. - Isso é assunto para outra hora. Colocava suas mãos no rosto dela.
- Jared, eu não posso, eu não quero ficar no meio dessa sua historia com a Molly.
- Mas Eu sinto algo especial por você.
- Não Jared, eu não vou ser e nem quero ser sua segunda escolha, mesmo a Molly sendo um ser desprezível, eu não vou fazer isso. Se afastava. - Vamos voltar ao trabalho.
- E se eu terminar tudo com ela? Você aceita ir em um verdadeiro encontro comigo? A olhava nos olhos.
- Dessa maneira, seria um prazer. Sorria para ele.- Mas não faça nada estúpido, se ela tem algo contra você, a Lav vai instruí-la direitinho, e no fim, você irá se machucar.
- Eu irei tomar cuidado. A abraçava.


.....

- Jensen eu só vou te dizer isso uma vez,apenas uma,eu não sou o que você pensa que sou. Ash olhava diretamente nos olhos dele.
- É, talvez eu tenha acreditado em mentiras, ou dado ouvidos a minha cabeça... Continuava acariciando a face dela.

- Essa cretina está tendo um caso com o Meu Jensen? Lav rugia de ódio. - Maldita. Rangia os dentes. - Maldita. Começava despedaçar um livro qualquer. - Ela sempre tem que ficar com tudo,mas dessa vez isso vai acabar, Eu vou acabar de vez com a festa dela. Não era esse o fim que eu tinha planejado para ela, mas de qualquer jeito, agora ela irá saber que não se deve mexer com o que pertence a Lavínia Vanderbill.

- Então,eu já vou indo,terminarei de ler o livro em casa.
- Não, espere. Jensen olhava Ash daquela forma doce.
- Não Jensen, nós não podemos nos beijar.
- Último beijo, e depois eu prometo que tudo será como você quiser. Jensen se aproximava,Ash fechava os olhos, os lábios dos dois se encontravam, e um beijo desejado por ambos era iniciado. Jensen sentia aquele frio na barriga, era como se fosse seu primeiro beijo, de uma maneira mais experiente, Ash deixava se levar pelo momento, parecia que nada mais importava quando estava nos braços dele.
Share this article :

2 comentários:

  1. Ai gente amei o capítulo, muito bom, eu raxei de rir com a Bri cantando o policial, gente é muito maluca, e a mãe dela comendo banana kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Ai que família treslocada.

    Policiais gatinhos, me apresentem, huahuahuahua.

    Gente olha a Molly exigindo sexo, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, Tá mal hein minha filha. Jared não pode aceitar.

    Ash Bri e Nick, concordo precisam tomar muito cuidado muito mesmo.

    Lav fazendo ruindades coma mãe, credo que maléfica, "um dia ainda mato essa velha" e matou mesmo.

    Loira Loca. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk concordo.

    Nick e Jared, ciumes dele? ixi, mas se bem que a Nick é a mais sensata dali.

    Ash e Jens acho muito Hot, e ao mesmo tempo fofo, inocente, ai são perfeitos. Lav viu ihhhh Ash, corre viu, corre que vai dá merda.

    Torcendo muito para Nick e Jared se acertarem.

    Num disse, olha a vadia da Lav ameaçando acabar com a Ash.... Corre, some, vai pro lugar bem longe dela Viu Ash, a Diva da Fic não pode morrer. :(

    ResponderExcluir
  2. Gente, a Bri é a pior desde sempre, ela cantando o Policial na cara dura, kkkkkkkkkkkkkkkkkk.... E para fechar com chave de ouro aparece a mãe na porta comendo Banana. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ai Laura, essas cenas de humor me matam de tanto rir. Amo muito. Adorei o Look das duas.

    Lav Ohhhhhh mulherzinha Ruim, pra mim, ela é A PIOR VILÃ DE FIC, se bobiar ela tá sendo a Pior vilã não sobrenatural já criada.

    Torcendo para ser o Fim das briguinhas de Ash e Jensen, os dois tem que ficar juntos, formam um casal Lindo .

    Nick e Jared, os dois tem uma química, mas tem a Molly na parada, e se ela e amiga da Lav, vai vir coisas por ai?
    O que é o segredo dele? o.O

    Bri e Chad, num sei pq mas o Chad não está me passando verdade. Rumm

    Ai Ai Ai, Lav vendo Ash e Jensen, socooorro, se a Loira Loca fez ruindade com a mãe (to em choque com a frieza dela, pelo menos deu o remédio no fim), coitada da Ash, menina corre viu, corre pra Beeeem Longe.

    Nossa agora até quarta chegar. rsrsrs

    ResponderExcluir

 
Support : Your Link | Your Link | Your Link
Copyright © 2013. Supernatural Family | Here's Your Family. - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger