Home » » Fanfic - Kill All The Secrets - Capítulo 1.18 - "Sweet Revanche"

Fanfic - Kill All The Secrets - Capítulo 1.18 - "Sweet Revanche"



Nome: Kill All The Secrets (Mate Todos Os Segredos).

Número de Temporadas: 3.

Capítulo: 1.18 -  "Sweet Revanche" (Doce Vingança).

Classificação : 18+ - Contem cenas de violência,mortes,sexo,insinuações...

Gênero : Drama,Comédia,Mistério...

Autora: Laura.

Personagens: Ashley (Principal) Brittany (Principal) Nickole (Principal) Lavínia (Vilã) Molly (Coadjuvante) Henri (Principal) Jensen (Principal ) Jared (Principal) Ben (Secundário) Chad (Coadjuvante) Lilly (Secundário) Cecy (Secundário) Rene (Secundário) Annie (Secundário) Harry ( Secundário) ....

Sinopse: O que acontece quando uma manipuladora resolve fazer da vida de 3 garotas um Inferno? Ashley (Ash), Brittany (Bri) e Nickole (Nick),poderiam ser o tipo de adolescentes normais,se não fosse por Lavínia (Lav),que faz de tudo para arruinar a vida dessas 3 garotas.O motivo de tanto ódio? Ninguém sabe.Mas Ash,Bri e Nick são tão inocentes assim? Ash talvez tenha tomado uma difícil decisão e acabou se apaixonando pelo seu professor.Estaria Nick Prestes a conhecer o amor da sua vida? E Bri? O que o futuro a reserva? É melhor você ler para matar todos os segredos que " Kill All The Secrets" te reserva...Poderia o amor aparecer no meio de tanta maldade? Poderia esse ambiente ser saudável para Jensen e Jared viverem uma vida tranquila?

Considerações: Quando tiver o player nas cenas serão as músicas das cenas,acho que não tem necessidade de ficar colocando toda hora "música da cena",mas como este é o primeiro capítulo tudo Ok.Ainda Sobre as músicas,quando uma cena não tiver música,aproveite a música da cena passada (Até a cena que tiver um novo player),por que eu escolho as músicas pensando nisso.
Onde estiver Look (Exemplo,Look Ashley,Look Das garotas),vocês podem clicar para visualizarem a roupa dos personagens.E quando estiver Casa da Ashley,carro,escola,podem clicar para visualizarem o local onde a cena ocorreu !!!!

.............................................................................................................



- Bom, e essa é a versão resumida de tudo que eu sei da Lav. Ash terminava de contar para Jared.
- Uau Ashley, nem sei o que dizer disto tudo. Se levantava da poltrona.
- Você acredita? Levantava as sobrancelhas.
- Por mais incrível que possa parecer, sim, eu acredito, você passa uma Sinceridade, algo que a Lav nunca passou.
- Thanks. Sorria para ele.
- Mais, só tem uma coisa me intrigando. Se aproximava.
- O que?
- Quando você disse que a mãe dela a mandou para Paris.
- Sim.
- Ela não estava em Paris nesse tempo. Ela estava trabalhando em Vancouver.
- Como você sabe disso?
- Bom,por que nesta época eu trabalhava como ator, e ela era chefe da equipe de Maquiagem.
- Agora Sim tudo esta estranho,Lav trabalhando? Really? Dizia descrente. - Você ator? Sorria.
- Por que esse sorriso? Fazia bico.
- É estranho, de ator para Médico. Dizia pensativa.
- Bom, eu e o Jensen estávamos cansados dessa vida e como eu ia dizendo, a Série que eu trabalhava, foi cancelada, A junção das emissoras não deu certo.
- E a Lav trabalhou por lá nesse tempo. Ash concluía.
- Alguns meses.
- Mas eu nunca te vi na Tv.
- Bom, a Série estava no começo, e o Canal que estava exibindo-a não se preocupava muito sabe, ou seja, não muita divulgação.
- Bom que não enche de fãs atrás de você. Sorria.
- Me falaram que as pessoas daqui não são muito de ver Tv.
- Não é um costume. Gargalhava. - Mas essa da Lav, estou surpresa. A Molly vivia mostrando fotos para as pessoas dizendo que a Lav estava em Paris.
- Deve que não passava de montagens.
- Ai como ela é baixa. Gargalhava. - Mas espera, se você era ator, o Jensen...trabalhava com você?
- Éramos os protagonistas da série . Jared a interrompia
- Está explicado o alto ego dele. Sorria.
- Na mosca. Jared ria.
- Vocês se conheceram nas gravações?
- Não, nós fomos criados juntos, nos consideramos irmãos... Jared contava algumas coisas para Ash,inclusive como se tornaram atores.

Relembrando: Look Jared
....



-Vem Jensen. Lav parava de beijá-lo levando ele para o estacionamento.
- O que?
- Vamos fazer aqui. Abria a porta de seu carro. - Isso me excita.
- Humm. Jensen fazia uma cara não muito amigável,ele não estava nem um pouco afim.
- Me beije. O puxava para si. - Me aperte. Lav Abria a porta do carro e jogava Jensen no banco de trás, subindo em cima dele.
- Para Lavínia. A olhava nos olhos.
- O que? Mordia os lábios.
- Não dá.
- O que você está dizendo?
- Eu não quero te enganar,passar para o próximo passo.
- Jensen,todo mundo faz isso. Dizia mordendo a orelha dele.
- Eu não sou todo mundo.
- Você está me humilhando de novo. Começava outro choro falso.
- Não,não é isso. É que .....Jensen não sabia como dizer que não queria estar com Ela.
- Eu te odeio,aposto que se fosse com a sem vergonha da Ash, você estaria a satisfazendo, se satisfazendo. Continuava o choro. - Eu te dei emprego,te dei um novo recomeço, uma Nova Vida.
- E eu lhe agradeço,e acho que não poderei oferecer nada além da minha amizade.
- Ninguém nunca fez isso.Você está me humilhando . Lav continuava sua encenação.
- Olha, você pode ficar ai chorando sozinha,eu não vou fazer sexo com você.
- Por que? Eu te amo. Ela acariciava o rosto dele.
- Lav, não insista,eu não sinto esse tipo de atração por você.
- Seu ridículo. Lav dava um tapa no rosto dele.
- Acho melhor assim,nós acabamos aqui. Ele saia do carro.
- Não Jensen,me desculpe. Saía do carro também.
- Me Desculpe você Lav,mas não dá.
- Desgraçado.Lav dava um soco no carro. - Cretino !!!!!!

Relembrando: Look Jensen - Look Lav
....

- Bri, você não vai acreditar em quem estava aqui. Nick chegava na sala de espera aflita.
- Por essa sua cara de espanto, vou chutar o Little Devil. Dizia pensativa.
- A própria. Se sentava no sofá.
- Quem te contou?
- A Carmen, secretária do Jared.
- Vadia, aposto que veio se certificar que o serviço sujo dela tinha dado certo.
- Ela está cada vez pior, mas bem feito, a Ash saiu ilesa.
- Jensen Gostoso Hot a Vista. Bri o devorava com o Olhar.
- Bri. Nick o via se aproximar pelo corredor. - Se ele escuta você falando isso.
- Ué... Não tenho culpa dele ser essa perdição.
- Hey meninas, a Ash já acordou?
- Ela está com o Jared no quarto há um tempão. Bri dizia mordendo os lábios.
- Não tem como eu entrar lá ? Dizia sem graça.
- Espere aqui que eu vou ver. Nick se levantava toda solícita.
- Não, eu vou junto. Jensen ia atrás, aquele olhar de Bri o assustava.
- Ai que visão. Bri olhava diretamente para as nádegas dele. - Ai ai. Se abanava.

- Agora você espera. Nick abria a porta. - Jared, o Jensen quer ver a Ash.
- Não. Ash gesticulava para Nick.
- Sorry, tarde de mais. Gesticulava de volta.
- Tudo bem, eu já estava indo mesmo. Jared caminhava. - Ah, e foi ótimo conversar com você. Saía dali.
- Digo o mesmo. Ash sorria para ele.
- Pode entrar Jensen. Nick o via entrar, e fechava a porta.

Relembrando: Look Nick - Look Bri
....

- Que Diabos de número é esse? Lav dizia ligando o carro. - Inferno. Atendia o celular.
- Gostaria de falar com a Senhorita Lavínia?
- Quem Deseja Ter Essa Honra? Ela disfarçava a voz.
- Fala pra ela que é o Harry Montgomery da Warner Bros.
Ai o que esse velho quer agora? Lav pensava aflita. - Será que tá me achando com cara de Asilo?
- Senhor,ela não está, acabou de sair,mas quer deixar recado?
- Sim, diga a Ela, que é um assunto que vai interessar.
- Ok,pode deixar que darei o recado.
- Obrigado. Ele desligava telefone
- O que pode ser agora? Esse velho desgraçado, será que quer levar outro Golpe. Dava partida no carro, saindo dali derrapando.

...



- Hey Ashley. Jensen sorria todo tímido.
- Hi. Sorria de volta.
- Então,como você se sente? Jensen sentava na beirada da cama.
- Me sinto bem. Ash ria.
- Você sabe quem te atropelou?
- Não. Ash achou melhor não levantar suspeitas contra a Jararaca.
- Pena.Mas por que alguém iria querer fazer isso com você?
- Não sei. Pensava. - Mas o que Você faz aqui?
- Fiquei preocupado, quis saber se você estava bem.
- Thanks Pela Preocupação Mr. Ackles , e eu não vou poder ir para a Faculdade durante o resto desta semana,então o Senhor poderia entregar as leituras, trabalhos, enfim, toda a matéria  para a Nick? Assim eu posso fazer em casa.
- Tudo bem,mas eu posso ir ensinar na sua casa. Dizia constrangido e pensando, "Qual é a de Mr. Ackles agora?"
- Mr. Ackles acho que isso não é uma boa ideia.
- Ash, eu vou como professor.
- Mesmo assim. Dizia séria.
- Ash, vou ter mesmo que insistir? Ele sorria.
- Fine, pode ir,não quero iniciar uma "briga" agora.
- Gostou da Cesta que eu trouxe?
- Sim, é linda. O olhava nos olhos .
- Você quer que eu passe a noite aqui com você?
- Não precisa. Já tem a minha mãe, Nick,Bri...
- Ok,então acho que já vou,e amanhã depois que eu sair do Campus,eu passo na sua casa combinado?
- Tudo bem. Good Night.
- Good Night. Jensen se aproximava para beijá-la, pena que Ash virava o rosto, fazendo o selinho virar um Beijo na Bochecha.

....



- De quem é esse carro parado aqui fora? Lav chegava em sua casa, e avistava um carro "conhecido".
- Não, isso seria muito audacioso da parte dele. Entrava em casa.
- Lav, tem um Senhor bem na cozinha. Molly dizia baixinho.
- Quem? Como ele entrou?
- Se chama Harry. Ele disse que era Um amigo da Família, que conhecia Você, sua Mãe.
- Lavínia meu anjo de candura. Harry aparecia na sala.
- Harry. Quanto tempo Querido. Se aproximava dele iniciando um abraço. - "Isso não está acontecendo, o que esse velho veio fazer aqui?" Pensava.
- Resolvi vir passar uns tempos aqui, Sabe como são as coisas,eu me separei, minha mulher tomou tudo de mim ao descobrir que eu mantinha casos fora do casamento, resultado, estou falido. A olhava. - E uma amiga de verdade, é tudo que eu preciso.
- Ahhh. Lavínia dizia sem graça. - Harry meu amigo,venha no escritório por um instante.Caminhava até o escritório.
- Sim meu anjinho. Harry fechava a porta ao entrar.
- O que você faz aqui? Eu achei que tinha acabado. Lav se sentava na mesa.
- Como disse,estou falido, e eu fiquei sabendo que você era a mais nova herdeira no pedaço e claro, vim pedir ajuda. Se sentava em uma poltrona.
- Você não podia ter vindo aqui. Você ficou maluco? Dizia furiosa.
- Calma Lav,eu descobri cada coisa sua conversando com aquela anta da Molly.
- Como? Se assustava.
- Paris? Jensen? Jared? E sem contar que boa parte dos meus bens eu gastei com seus caprichos.
- O que você quer para me deixar em paz ? Lav era direta.
- Bom, primeiro,eu quero passar uns tempos por aqui.Quero que você banque meus gastos, e depois nós veremos o que mais irá me ser útil.
- Você não pode ficar aqui em casa.
- Ah que pena Lav,eu achei que éramos mais amigos. Se levantava da poltrona. - Mas já que não, vou ir atrás da Ashley. Sorria para ela.
- O que aquela pamonha não te contou? Lav bufava.

Harry
Escritório
.....

- Conversou com ela? Jared via Jensen entrar em sua sala.
- Sim, mas sei lá, ela está me tratando diferente.
- Defina diferente? Jared colocava algumas coisas na sua pasta.
- Tipo, me chamando de Mr. Ackles.
- Mas até onde eu sei ,é isso que você é dela.
- Ah, deixa pra lá, terminei o meu "lance" com a Lav.
- Graças a Deus Jensen,você não sabe o que eu fiquei sabendo.
- Você já vai começar a falar mal dela. Se sentava no sofá.
- Jensen me escuta. A Lavínia não presta, A Nick me contou algumas coisas e a Ash outras.
- Continue. Dizia não muito interessado.
- A Lav morre de inveja da Ash e isso já vem de muito tempo,ela vive provocando briguinhas,quem entregou o caso da Ash com o professor foi a Lav.
- O que? Se espantava.
- A Ash não saía com o Professor dela por notas, eles se gostavam.
- Se amavam? Engolia seco.
- Bom, não sei, não entrei em detalhes,certas coisas você mesmo deveria perguntar.
- Melhor irmos embora. Se levantava. - É muita coisa para processar.

.....



No Outro Dia....

- Ashley!!!!! Lilly se assustava ao ver a menina descer as escadas. - Você tem certeza que vai para Faculdade assim? Você bem dizer acabou de chegar do Hospital. Dizia preocupada - Você tirou a faixa do Tornozelo? Se assustava.
- Eu estou ótima mãe, meu tornozelo não dói. - E a Nick irá dirgirindo meu carro. A campainha tocava. - Deve ser ela.
- Ash, e se você passar mal?
- Eu estou bem. Se olhava no espelho da sala.
- Jovens, sempre nos dando trabalho. Lilly abria a porta.
- Bom dia Senhora Lilly. Nick sorria.
- Bom dia querida. A Ash já está vindo.
- Vamos Nick? Aparecia na porta.
- Você tem mesmo certeza de que está bem para ir?
- Sim Nick. Meu tornozelo nem doí muito mais,e para falar a verdade, eu não torci ele,foi só um mal jeito,você ouviu o Jared falando.
- Ok,mas ...
- Nick eu nem estou de salto,e é só eu tomar analgésico que vai ficar tudo Ok. Puxava Nick em direção ao carro. - Bye Mommy. Acenava.
- Bye querida, e tome cuidado, qualquer coisa é só ligar. Lilly ria da cena.
- Ash, por que você está nesse fogo para ir estudar? Caminhavam até o carro.
- Por que eu não quero que o Jensen venha aqui em casa.
- Ué ,o que tem ele vir?
- Sei lá,só sei que não é uma boa ideia. Ash dizia rindo.
- O que você vai fazer sua maluca? Nick a via tirar um sapato de saltos da bolsa.
- Você acha que eu vou ficar usando sapatilhas? Really?
- Ash,isso pode te fazer mal...
- Ah,nem está doendo. Entravam no carro.
- Maluca.... Nick ria da cena.

Look Ash
Look Nick 
....

- Que bom que você está ai. Lav descia as escadas, avistando Molly sentada no sofá.
- Bom dia Lav. Sorria para ela.
- Bom Dia? Você tem certeza seu ser sem cérebro. Se aproximava. - Como que você conta a minha vida toda para o Harry?
- Ué, ele disse que era amigo de sua Mãe, não a via há Tempos, que Sabia dos seus segredinhos, e que podia te ajudar, se soubesse mais detalhes.
- Piranha. Lav dava um tapa na cara de Molly.
- Ai. Olhava Lav com Medo.
- Ai? por um tapinha desses? Voava em cima de Molly, começando a puxar os cabelos dela.
- Ai, você está em machucando. Gritava.
- Essa é a intenção sua Mollonga. Lav começava a estapear Molly, a jogando no chão, chutes começavam... Lav realmente estava morrendo de ódio. - Não sei se vou ser processada pela Ibama, mas eu vou matar você, sua anta. Subia em cima de Molly,começando a esganar.
- Dona Lavínia, sai de cima dela. Karl chegava separando a briga.
- Me solta sua Velha Monstro, eu vou matar essa parasita. Lav gritava histericamente.
- Lav, por que você fez isso? Molly dizia chorando.
- Por que você é uma estúpida, cretina, bocuda, estrupício, você acabou com tudo, sua PUTA, eu vou acabar com você também.
- Essa foi a última vez. Molly se levantava do chão. - Última vez que você pisou em mim Lav. Caminhava até as escadas.
- Ai que medinho da Songa Monga. Gargalhava.
- Loira Loca. Subia as escadas rapidamente.
- Cretina, mal agradecida,quero ver só o que vai ser de você sem mim.Lixo. Berrava.
- Vai Pro inferno Vadia. Molly descia as escadas correndo, saindo dali com sua bolsa.
- Não antes de mandar você primeiro. Gritava.

Look Lav
Look Molly
.....

- Ash? eu achei que você iria ficar em casa. Bri a via entrar na Biblioteca.
- Preferi vir. Gargalhava. - Bri, se você sair no sol, vai cegar qualquer um.
- Não é um vestido dourado qualquer, é um Versace. Levantava os seios.
- Vocês duas não tem Juízo. Nick olhava para os sapatos de Ash.
- Ah. Bri percebia. - Falou a Pessoa que está com o tornozelo quebrado e mesmo assim está com um Salto 15.
- Nem está doendo. Ash pulava com seu Louboutin.
- Eu já disse, vocês são maluca... Nick gargalhava.
- Você deveria ter ficado em casa sabe... Bri começava.
- Ela quis por que quis vir. Nick ria.
- Ash, o que que tem ele ir na sua casa? Bri mordia os lábios.
- Eu não quero o Jensen xeretando lá .
- Hummm,manda ele pra minha que eu ...
- Nem termine esse pensamento. Ainda está cedo para coisas Porn. Gargalhava.
- Ai mas é que ele é tão, sabe. Jogava os cabelos para trás Se abanando.
- Melhor irmos para a sala Nick. Ash a puxava. - Vamos deixar a Bri com seus Pensamentos Sexuais. Saíam dali.

Look Bri 
....



- Jared. Molly Batia na porta. - Abre, sou eu,e eu sei que você está ai.
- O que você quer Molly? Abria a porta.
- A Lav, me bateu. Exibia o Olho roxo.
- Nossa,mas vocês não são amigas? Se surpreendia.
- Éramos,só por que um velho amigo dela apareceu lá, ela fez isso comigo. Entrava no apartamento.
- Humm, vou te fazer uma pergunta direta. A via se sentar no sofá.
- Diga meu docinho.
- Por acaso você sabe se foi a Lav a autora do atropelamento da Ash?
- Eu nem fiquei em casa ontem.Quer dizer, Fiquei um pouco, o tempo que eu fiquei, ela estava de saída saída para o Hospital. Protegendo a Lav Molly?
- Tem certeza Molly? isso é sério, e se você sabe de algo, uma hora vão descobrir, e você será cúmplice.
- Eu não sei de nada Jared, que saco. Se levantava do sofá.
- Ok, mas você está avisada.
- Então Jared. Se aproximava. - Vamos aproveitar essa linda manhã. Se pendurava no pescoço dele..
- Para Molly. Jared a afastava de si. - Eu não quero aproveitar a manhã com você, isso já está me enchendo, eu não quero nada com você.
- Se você fizer sexo comigo apenas dessa vez,eu juro que te deixo descansar em paz. Mordia os lábios.
- Hã? Jared franzia a testa. - E por que você não pode me deixar simplesmente em Paz?
- Por que eu quero te experimentar. Passava as mãos pelo peitoral dele.
- Não Molly, eu não vou fazer isso, é nojento.
- Te dei uma opção para você se livrar desse namoro. Pegava sua bolsa no sofá. - Você é quem não quer aproveitar. Passava por ele, caminho a porta.
- Se eu aceitar. Gaguejava. - Como posso ter certeza?
- Você não é mais minha prioridade. Molly dizia com um olhar diferente.
- Eu não acredito que vou fazer isso. Colocava o cabelo todo para trás. - Tenho sua palavra?
- Claro que tem fofo. Se jogava em cima dele, iniciando um beijo. Molly passava suas mãos pelo abdómen dele, e rapidamente retirava a camisa que ele vestia. Jared realmente não sabia o que fazer com ela, simplesmente retirava o vestido que ela trajava, jogando-a no sofá. Molly se livrava rapidamente do que ainda deixava Jared vestido, os beijos da parte dela, eram intensificados.
- Espera, vou pegar preservativos.
- Eu já trouxe, pode deixar que eu irei usar. Vou ao banheiro. Molly saía dali para colocar a camisinha Feminina, Jared ficava pensando em quão estranho e nojento era isso que estavam fazendo, mas se tinha alguma reconforto, era ter sua "liberdade" de volta.
- Pronto? A via voltar.
- Pronto, vamos começar o ato meu amor. Se jogava em cima dele.

Look Jared 
....

- Sabe meu anjo de Candura. Harry chegava na sala, vendo Lav ler suas revistas. - Eu estava pensando, seria interessante eu ser seu namorado.
- Você? Começava a gargalhar histecamente. - Isso não estava combinado queridinho.
- Bom, mudei de ideia,após juntar os fatos e descobrir que você atropelou Ashley,você matou sua mãe e seu pai.
- O que? Isso não é verdade.
- Você tem certeza? Sorria para ela.
- Velho Porco. O fuzilava com o olhar.
- Lava essa sua boca antes de falar comigo cretina. A puxava pelo cabelo. - Você acha que eu não descobri que era você quem estava falindo minha empresa? Soltava-a.
- What? Por essa Lav não esperava.
- Lav, chega desses seus joguinhos sujos,você pode ter me enganado por um tempo, mas agora, não mais.
- Sabe, já estamos lavando a roupa suja. Se levantava do sofá. - Eu sempre tive nojo de você, o seu único atrativo, era sem dúvida o Dinheiro, e como eu estava em uma época não muito privilegiada,você foi bem útil. Gargalhava.
- Sabia que você não passava de uma piranha interesseira.
- Ah, elogios logo de Manhã ,que lindo. Colocava a mão no Colo.
- Cínica.
- Ah querido. Caminhava pela sala. - Só um lembrete, como você pode provar que fui eu quem matou minha mãe, meu Pai, a Ash? Caminhava rumo a escada. - Eu fiz os Crimes mais perfeitos que possam existir.
- Tem certeza? Por que eu vi um vídeo que olha, era Digno de Cinema. Fazia bico.
- Do que você está falando Velho Caquético.
- Está vendo o Lustre no Meio dessa Sala? Olhava para cima.
- Não sou cega, o que tem ali? Dizia Ríspida.
- Está vendo o Iluminador No centro do Lustre? Dentro dele tem uma câmera. Foi a primeira coisa que reparei quando cheguei.
- Blefe. Dizia descrente.
- Primeiro eu pensei que a Câmera era por você ser uma Garota Esperta, mas depois de conversar com a Molly, eu Juntei os fatos, durante a madrugada, eu procurei onde deveria estar as fitas que são gravadas.
- E sabe, a fita datada no dia da morte de sua mãe, é tão Interessante. Sorria Cinicamente.
- Você está mentindo, minha Mãe nunca colocou câmeras aqui em casa, e muito menos eu.
- Ah, vamos fazer uma seção Cinema. Caminhava até o escritório. - Sério, você deveria ter virado atriz,interpretaria uma ótima Vilã Psicótica. Tão divertido. Harry colocava o Vídeo no DVD



Video On

- Lav, o que você faz aqui? Amy colocava o Livro que lia ao seu lado no sofá. - Quando você chegou de Los Angeles? Veio passar alguns dias? Nossa, como você está linda minha filha. Amy se levantava do sofá da sala, vendo Lav chegar. Ela havia entrado pela porta do fundos.
- Me poupe desse momento " que saudade da minha Filha", eu sei que Você não se importa. Se aproximava dela.

Relembrando: Look Lav - Amy Vanderbill  - Sala Dos Vanderbill

- Lav, se eu te mandei para L.A. foi por que eu te amo, e queria ver você bem, tranquila, longe de problemas.
- O negócio é que eu estava muito feliz vivendo minha vida aqui Velha Maldita.
- Vamos parar de brigar Lav, faz um bom tempo que não te vejo, você foi na formatura?
- Não, Eu vim me despedir da minha mãezinha querida. Ficava de frente para Amy. - Vim retomar a minha Vida em East St. Louise.
- Hã? Você bebeu? Se afastava.
- Não,nunca estive tão sóbria na minha vida. Lav retirava um revolver da bolsa.
- Filha, o que é isso? Amy continuava se afastando. - Pra que este revolver?
- Sabe,minha vida toda eu me senti sozinha,me consolando com migalhas de todos. Caminhava atrás da Mãe.
- Lavínia, você está me assustando. Chegava perto da escada. .
- Agora eu percebo, não preciso de ninguém,apenas de mim, e de dinheiro. Gargalhava coçando a cabeça com a arma.
- Lav minha filha, jogue esta arma no chão. Amy começava a se preocupar.
- E ai,agente percebe que se vingar é bom, e que matar pode ser prazeroso,ainda mais quando se tem motivos. Olhava para o nada, iniciando uma gargalhada , gargalhada que ecoava por toda a sala.
- Filha,para com isso. Se aproximava das escadas.
- Você foi a pior coisa da minha vida ,sua velha vagabunda. Lav apontava arma pra ela.
- Não, você não pode. Amy subia correndo as escadas.
- Claro que eu posso, eu posso tudo. Exibia um olhar amedrontador.  Lav mirava no lado esquerdo do Peito de Amy. - Te vejo no inferno Mãezinha. Apertava o gatilho, o tiro acertava bem no coração.
- Me a-ju-da. Amy tentava falar, com muito esforço.
- Vai para Luz. Gargalhava vendo a Mãe implorar pela Vida. - Ou para a escuridão Velha Caquética.
- Que Deus te perdoe. Amy virava para o lado, falecendo na noite em que o Baile acontecia..
- Deus querida mãe, não tem nada a ver com isso. Saia pelos fundos da casa, dando sua risada maléfica.

Vídeo Off.
Share this article :

2 comentários:

  1. Duas palavras definem esse Capítulo, Perfeição e Medo, gente cena épica mais do que perfeita da Lav e a Mãe, morrendo de medo dela, nossa mais jesus.

    Harry aparecendo de novo, bem feito, e o vídeo, gente dessa vez a vadia tá numa situação Tensa, ai vou adorar ver ela se ferrar.

    Ash e Jensen no hospital são tão fofos, pena que ela foi pra Facul. :( Não gostei viu Dona Ash, kkkkkkkkk.

    Gente o fogo da Bri é algo insaciável pelo amor, ahhh eu gostei do vestido dela, da Ash, da Nick amei amei.

    Molly e Jared, mas que piranha, pelo menos usaram preservativos né, menos mal.

    Mais ódio da Lav por ela ter tido a coragemd e dar um tapa na cara do Jensen. piranhona.

    Gostei dela brigando com a Molly, amei.

    Ai quero mais, a Fic tá pegando fogo, tá muito boa.

    ResponderExcluir
  2. Amei o Capítulo dei altas risadas, e morri de medo da cena final, gente como a Lav é Fria e Calculista. Muito medo dela.

    Ai a Bri, adoooro ela, doida maluca pertubada, mas eu amo.

    Molly e Jared, aff nojinho.

    Ai o Harrt aparecendo, bem feito.

    Ash e Jen são muito fofos juntos, torcedo pra eles ficarem juntos.

    ResponderExcluir

 
Support : Your Link | Your Link | Your Link
Copyright © 2013. Supernatural Family | Here's Your Family. - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger