Home » , » Supernatural: The Dark Side of The world S2E1

Supernatural: The Dark Side of The world S2E1


Hello Guys. Faz muito tempo que eu anuncio a tal season 02, da antiga Fic O BLUES DO INFERNO, e finalmente hoje ela volta ao ar. Com novo título, e novos suspenses, Sam,Dean,Castiel e Laura conhecerão Rachel, uma garota com passado escondido, e uma espécie de segredo, que no futuro surpreenderá à todos. Enfim, começamos com essa temporada, que promete ter 26 episódios de tirar o fôlego, exibidos todas as Terças-Feiras aqui no Supernatural Family e em Breve no LEMONADE-SQUIDWARD.TK!

_____________________________________________________________

  • Nome: Supernatural: The Dark Side of the World (Sobrenatural: O Lado escuro do mundo)
  • Temporadas confirmadas: 3
  • Exibição: 2012
  • Autor: Vinicius Castro
  • Classificação: 14+ (Contém cenas de violência intensa, mortes, insinuação sexual, palavriado adulto)

Dianna Agron/Misha Collins/Lea Michele/Jared Padalecki/Jensen Ackles
SUPERNATURAL - THE DARK SIDE OF THE WORLD
S2E1 - Sex,Kisses and Death (Sexo,Beijos e Morte)


Dentre folhas voando e muitas luzes, era possível notar a placa ''Desculpe, Não temos Vagas'' no hotel Bottom, na parte mais retirada de Chicago. São exatamente 02:00 A.M . e somente um dos quartos do tal hotel, mostra a luz de um dos quartos ligada. Neste mesmo momento, um carro estacionava na frente do hotel, desce um cara alto, e outro com uma espécie de Sobre-Tudo, que abrem silenciosamente a porta. Em questão de minutos eles sobem as escadas, até chegarem ao quarto 245. Um deles tira a chave do bolso e abre a porta enquanto o outro ajeita as sacolas com comida que vem carregando.
- AAH Meu pai! - Resmunga Castiel ao entrar no quarto.
Ao ouvir isso Sam entra rapidamente no quarto já com a arma em mãos.
- Santo pai! - Resmunga!
- E aí? - Resmunga Dean, que estava totalmente despido, deitado no sofá junto com Laura que representava estar como Dean, porém, ainda tapada com um cobertor muito fino.
- Eu achei que vocês estavam tentando localizar a Meg, como havíamos combinado. - Resmunga Sam.
- Nós já a achamos, e daí resolvemos tran... nos conhecer de maneira por completo.
- Cara, você me enoja por ser irmão... Não te faz o mesmo Castiel?
Castiel parece olhar atentamente para Dean, sem piscar nenhum olho.
- Que foi meu irmão? Nunca viu um cara peladão! - Fala Dean com ar de deboche.
- Eu não aguento vocês, vou sair daqui... - Diz Sam, que abre a porta com tudo, e desce as escadas até a portaria.
- Castiel, por que você ainda tá me olhando assim?
- Dean. acho melhor você ir ao banheiro...
Laura olha pra Dean e faz cara de nojo, e corre, enrolada no lençol, para a cozinha, onde era encontrada a sua roupa no momento. Nesse momento Dean corre pro banheiro.
Em questão de 20 minutos os dois estão na sala, vestidos. Dean pega seu celular, no bolso de sua jaqueta, e liga para Sam. 
- Alô? Sam, pode voltar aqui pra cima! Estamos vestidos... e o banheiro tá limpo.
- Subo em cinco minutos.
Sam desliga o celular, e sobe as escadas. Quando chega no quarto degrau, vê ao lado o elevador. 
- Cara, as vezes temos que ajudar a preguiça aos poucos.
Sam entra no elevador e programa para o segundo andar. Sam vira-se ao espelho e tem a impressão de ver um garota junto com ele. Vira-se assustado, e, encostando na parede, fecha os olhos e faz uma pequena oração. Quando o elevador para no andar desejado, Sam sai correndo e entra logo no corredor do quarto. 
- O que foi aquilo? - Sam fala sozinho.
- Foi apenas uma maneira de te assustar seu bobinho. 
Sam vira para trás, e dá de cara com uma garota de cabelos enrolados e um vestido preto sexy. 
- B..Be..Bella? 
- Claro querido, sou eu...
Nesse momento ela beija Sam aos poucos, e ao mesmo tempo vai desabotoando a sua blusa. Sam, vê a cena e não tem tempo para pensar, como se tivesse hipnotizado com o que aconteceria a seguir. Os beijos tornam-se mais fortes até que quando ela tira a boca de contato com a de Sam, uma meleca preta pinga em sua língua, escorregando em sua garganta. Neste instante o celular de Sam toca, e ele o atira longe dalí, caindo das escadas, puxando com agressividade Bella e então partindo para algo mais sério. Entre muitos beijos, Sam acaba vendo uma luz e desmaiando.
- Acorda, Sam, acorda - Sussurra Dean!
- Dean? - O que houve?
- Eu não sei cara... Eu te encontrei  alí no corredor.
- E a Bella?
- Bella?
- Eu ví ela ontem de noite.
- Cê tá ficando maluco Sam? A mulher morreu, já faz dois anos.
Nesse instante Laura entra na sala...
- Talvez Sam tenha a visto de verdade...
- Como é que é? - Fala Dean, assustado.
- Farrel está aqui em Chicago!
- Farrel?
- Vocês ainda acham que entendem de demônios? Farrel é uma demônia que pode assumir a forma da mulher que o homem mais deseja, para atraí-lo, e então, infectá-lo. Mas é claro que isso só acontece no ato.
- Ato? - Pergunta Sam! - Tipo, HORA H?
- É... - Diz Laura
- Mas você e ela não... você sabe... fizeram, né Sam? - Pergunta Dean.
Sam olha bem pro rosto de Dean.
- Er... Talvez!
- Você é muito idiota Sam, ela o infectou. 
- Mas o que acontece quando a pessoa é infectada?
- Primeiramente, ela começa a ter enjôos, até que então, ela torna-se em um Grindylow.... Um bicho horrível, que não tem piedade de matar, e estão extintos da Terra desde a última visita de Farrel na Terra. 
- Mas qual a forma dela atualmente?
- Ela pode ser qualquer mulher por aí... Qualquer uma mesmo!
- E eu? - diz Sam quase chorando...
- Você espera aí... Daremos um jeito de tirá-lo dessa... Prometo - Diz Dean com a mão no peito.
Os dois fecham a porta e Sam liga a TV para assistir.
Dean e Laura descem as escadas correndo em direção à portaria. Os dois correm até o carro, e saem acelerando. Nesse instante, Laura olha para o lado e vê Castiel correndo junto com o carro.
- Eu tenho... Um.... encontro... no céu... terei que ir.... hoje não volto pro hotel tudo bem? - Diz o anjo, que fala em pausa por causa da respiração.
Laura acena pra ele confirmando que entendeu e eles partem com o Impalla sob o vento.
- E então, garota-sabe-tudo, onde é que ela costuma se esconder?
- Conforme eu ouví quando ela veio pra Terra anos atrás, ela escondeu na casa mais antiga da cidade em que se ''hospedou''.
- Como vamos descobrir qual é a residência mais antiga aqui de Chicago?
- Pesquisando...
Nesse momento Laura sente um calafrio imenso na barriga, e acaba vomitando sangue no carro.
- Santo Deus - Resmunga Dean, que estaciona o Impalla no acostamento.
- Dean, eu tive uma visão... Uma garota loura, com cabelo liso, atirando um garoto novo no chão, e beijando-o.
- Onde isso?
Mais uma jorrada de sangue cai da boca de Laura.
- Parecia ser em um beco, na frente de um prédio...verde, com letras vermelhas.
- Restaurante Grill Krusty. Aquele que almoçamos ontem ao meio-dia, ficava de frente a uma entradinha entre dois prédios. Vamos até lá, - Grita Dean que acelera com força o carro.
Dean estaciona o carro, e com Laura, desce, abrindo o porta-malas do carro. O que precisamos? 
- O De Sempre Dean! - Fala Laura, pegando duas armas com balas banhadas à água benta.
Os dois caminham atrás do prédio. Vão suavemente até se esconderem atrás de um tonel de lixo. Eles espiam tudo que acontece alí.
- Tem certeza que vai acontecer mesmo aqui? - Resmunga Dean para Laura.
- Sim, tenho certeza que era aqui !
Dean arregala os olhos e vê a garota levando o menino, que parecia ter uns 16 anos pra o beco. Ela tirou a roupa dele aos poucos, e beijando-o com força. Quando ela foi partir para o lado mais brutal, Dean pulou de trás e atirou nela, que desapareceu no ar como fogo.
- Garoto... O que você tá fazendo? 
- Eu... só queria...
- Sei... Sei... Não acha que ainda é muito novo!
O garoto olha pra Dean, com um ar de confuso e sai correndo chorando, somente com roupas íntimas. 
- Vê se usa camisinha - Grita Dean.
- Adoro falar isso, tipo... me sinto um cara importante... Sabe?
- Encontra a tua onda Dean. - Fala Laura passando por Dean e indo até o carro.
- AAAH, como eu amo essa mulher.
Hotel Bottom - 02:15 P.M.
- Turn Round, Bright Eyes
   Total Eclipse Of The Heart - Canta Sam, enquanto se veste depois do banho.
Sam coloca a roupa e quando nota, suas mãos parecem ter afinado. Ele corre até o espelho do banheiro, e vê que seus olhos estão pegando um tom amarelado. Sam sentia naquele momento, uma vontade estranha de matar a qualquer pessoa que viesse em sua frente, e comer a carne fresca. Sam, pegou uma faca na cozinha e correu rapidamente para a rua. Quando ele chegou no meio da escada, ele sentiu que aquela sensação teria passado. Voltou rapidamente para o quarto, e trancou a porta.
Biblioteca BigJ's
- É muito bom ver que tem gente jovem que ainda gosta de história local. - Diz um velho barrigudo que procura o histórico das residências. 
- Claro, a Laura aqui sempre diz que eu sou um baita nerd.
Laura olha pra Dean e pisa no seu pé.
- E então? Achou? AI - Pergunta Dean.
- Sim, aqui - Ela existe há um século. E tem moradores, é a mansão dos Sprouses.
- Tem endereço? - Pergunta Laura.
- Claro, aqui...
Minutos depois Dean e Laura descem e vão para o carro novamente para ir até a casa informada pelo tal senhor. 
- Você acha que ela está lá? - Pergunta Dean.
- Sinceramente, acho que sim.
Dean acelera o carro, e dobrando a esquina vê uma baita explosão em um posto de gasolina que o faz frear o carro rapidamente. Nesse instante uma criatura horrível, parecendo ser verde, com tentáculos, aparece no meio da estrada, comendo uma coisa que parecia ser um braço.
- Dean, vá até a casa, que eu dou um jeito nisso aqui.
- Mas e você amor?
- Eu não sou seu amor... Acabou Dean... Foi só uma transa... Nada mais. Anda... Vai até a casa logo.
Dean acelera o carro e sai.
Laura puxa uma espécie de espada de sua bolsa.e vai correndo em direção ao tal monstro verde. Quando ela vai atacá-lo, ela olha nos olhos e vê que aquilo que iria atacar era ele...
- Sam? 
- Laura me ajuda - Nesse instante o olho de Sam voltou ao normal e parecia mostrar um modo horrorizado com a situação. 
- Sam, se controla, em segundos isso vai acabar... 
- Não! Eu gosto de ser mal, isso me faz feliz! - A boca de Sam aumentou em tamanho desproporcional à sua cabeça, com dentes afiados, e dois chifres que ocupavam a ponta de seu lábio. Com o braço, Sam dá um soco e atira Laura no chão.
Enquanto isso, o Impalla acelera em uma rua, que destacava uma grande mansão. Dean estacionou e pegou uma baita espingarda, correndo até a mansão. Após muito esforço até pular o muro, Dean encontra os cães de guarda mortos, já em decomposição. 
- Que nojeira.
Em seguida, correu até a casa, e espiando na janela, viu toda a família morta na mesa, e é claro, uma figura totalmente estranha e horrenda sentada no sofá da sala, ao redor de uma espécie de altar satânico. A figura, que parecia estar sem nariz, somente com uma boca que se via de longe, virou-se alí rapidamente, e quando foi olhar pára a janela, Dean ajoelhou-se no chão, escondendo-se. Quando voltou a espiar, ela não estava mais alí.
- Dean, o que está fazendo aqui? 
- Lisa?
- É amor, eu estava passando as férias aqui em Chicago e seguí com o Ben, você até aqui.
- Lisa querida. Quanto tempo... Que você não lembra mais de mim...
Dean pega a arma e atira no meio da testa de Lisa, que cai no chão e se transforma em Farrel. A mesma, levanta e dá um soco no rosto de Dean. Dean pega um pedaço de ferro e finca no meio do rosto dela. Apenas um grito é soltado por ela, que atira o ferro fora, e dá risada da cara de Dean.
- Você nunca terá nada, seu imbecil. Você perdeu tudo, irmão, namorada...
- Cala a boca Vadia!
- Não calo, você já era!
Farrel pulou no teto, pegou um pedaço de madeira, e lançou em direção de Dean, que virou-se para não sentir com força a sua morte como nas vezes passadas. Nisso, Dean viu uma garota parada em sua frente, a mesma com longos cabelos bem penteados e belos, que segurava um medalhão verde que fora destruído e conforme a madeira corroía os pedaços do mesmo, Farrel virava pó no ar.
- Quem é você, o que é isso?
- Sou Lestrange! Rachel Lestrange, e isso... era a fonte de energia dela. Fique preparado e busque mais coisas antes de enfrentar uma coisa dessas. - Rachel estalou os dedos e desapareceu no ar.
- WOW! - Ao falar isso, um vento apareceu atrás de Dean: Laura carregava Sam que estava com o braço cortado.
- Você conseguiu! - Disse Laura, correndo para beijar Dean.
- Isso mesmo... Conseguí...
- Vamos lá - Disse Sam - Eu preciso enfaixar meu braço se é que notaram.
- Vamos então Sam - Espera só eu fazer uma coisa.
- Alô? Polícia, venha até a mansão dos Sprouse's, por favor. 
- Você é louco? Você ainda é procurado Dean.
- Eu cuido disso...
- Quem é você ?
- Uma garota que salvou a vida de vocês...
A garota some novamente.
- Estranho! - Diz Laura...
- Acho que eu vou ir comer um pouco de batata-frita com Bacon...
- O que era aquilo? - Pergunta Sam.
- Não sei! - Diz Laura
- E não querem investigar?
- Chega pra hoje. Que o mundo não se acabe hoje pro resto do dia, pois se não morrerei junto.
- Quero bacon!
- Fica quieto Dean!
_______________________________________

Gostaram do primeiro episódio da Season 02? Comentem! Dêem Sugestões do que gostariam! Obrigado por terem acompanhado!
Share this article :

0 comentários:

Postar um comentário

 
Support : Your Link | Your Link | Your Link
Copyright © 2013. Supernatural Family | Here's Your Family. - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger